Sociedade

CORONAVÍRUS

Estudo: taxa de transmissão da covid no Brasil tem alta acelerada na última semana

O Brasil voltou a registra aumento nas taxas de transmissão do coronavírus segundo dados divulgados nesta terça-feira, 17, pelo Imperial College de Londres. A taxa de transmissão do vírus chegou a 1,10 no País. Há três dias o índice era estimado em 0,94.

terça-feira 17 de novembro| Edição do dia

Imagem: FABRIZIO BENSCH/REUTERS

O Presidente negacionista Jair Bolsonaro não garantiu em nenhum momento os testes massivos para a população, negando a possibilidade de quarentena para as amplas camadas dos brasileiros que ficaram entre a fome e o desemprego. Os governadores claramente se alinharam a agenda do governo em não muito tempo e depois seguiram a risca os mesmos passos, alinhados contra os trabalhadores na mesma agenda de reformas.

A taxa de contaminação elevada nesse momento demonstra a falta de seriedade desses governantes para com a maioria da população, enquanto para os empresários realizaram uma reabertura premeditada, garantiram as demissões, subsidiaram as grandes empresas e os banqueiros.

Uma taxa de transmissão de 1,10 significa que cem pessoas contaminadas transmitem o vírus para outras 110. A instituição vem fazendo projeções matemáticas do crescimento da pandemia e avaliações das ações em andamento.

O Imperial College recomenda cautela na análise dos dados uma vez que "o registro de mortes e casos no Brasil está mudando frequentemente". Nas últimas semanas, houve falhas nos sistemas de registro do Ministério da Saúde e, portanto, subnotificação de infecções e mortes pela covid-19.

Os dados de aumento da taxa de transmissão, no entanto, coincidem com uma alta das internações por covid-19 já registradas em São Paulo e outros Estados. A média diária de novas internações ligadas à covid-19 em São Paulo subiu 18% na última semana, segundo dados divulgados na segunda-feira, 16, em coletiva de imprensa.

Informações: Agencia Estado




Tópicos relacionados

Crise do Coronavírus   /    pandemia   /    Coronavírus   /    Governo Bolsonaro   /    Sociedade

Comentários

Comentar