Mundo Operário

RODOVIÁRIOS DE RECIFE

Contrariando acordo, Paulo Câmara (PSB-PE) usa polícia para garantir dupla função

Após o prazo para as empresas se adequarem ao acordo promulgado pelo TRT que determinava o fim da dupla função, o sindicato fez uma vigília para garantir que ele fosse respeitado. No entanto, o governador Paulo Câmara, do PSB, colocou a polícia em várias garagens para impedir a ação dos trabalhadores.

quarta-feira 9 de dezembro de 2020| Edição do dia

Foto retirada da página do sindicato

Após praticamente um ano de mobilizações que viemos noticiando no Esquerda Diário, os rodoviários da grande Recife conseguiram conquistar o fim da dupla função. Após a câmara dos vereadores da capital aprovar uma lei proibindo a dupla função, a ameaça de greve garantiu um acordo entre os trabalhadores o consórcio da grande Recife foi aprovado garantindo a volta dos cobradores, com a readmissão dos que haviam sido demitidos.

No entanto, a patronal e os governos já começam a mexer seus pauzinhos para impedir que o acordo seja efetivado. Após as empresas terem conseguido a extensão de uma semana do prazo para se readequarem às novas normas, elas simplesmente estão desrespeitando o acordo e mantendo a dupla função.

Frente a isso, os rodoviários se mobilizaram para ir nas garagens e impedir que saíssem ônibus sem cobradores. O governador Paulo Câmara, no entanto, mandou a polícia não para obrigar as empresas a cumprir o acordo e sim para reprimir os rodoviários e garantir que o direito das empresas de desrespeitar o acordo!

O sindicato das empresas de ônibus, a Ubana-PE, alega que a paralisação é ilegal. Ora, ilegal é não respeitar o acordo, bastava as empresas cumprirem a lei que não haveria tido a paralisação! Já a mídia burguesa, como o Jornal do Commercio, que tem atacado os rodoviários desde o início da mobilização, agora vem dizer que a paralisação está causando aglomeração nos terminais. Santa hipocrisia! Quando durante o auge da pandemia as empresas reduziram as frotas e aumentaram a lotação dos ônibus, esse pasquim não parecia se importar muito! Foram inúmeros rodoviários mortos de Covid, que nunca tiveram direito à quarentena e nem mesmo a liberação dos grupos de risco. Pelo contrário, continuaram trabalhando, com os ônibus mais cheios e ainda de forma mais exaustiva sem cobrador! Para terminar, a PGE do estado disse que a lei aprovada pelos vereadores no Recife é inconstitucional e recomendou que o Estado vá ao STF para derrubar a lei.

A repressão do governador mostra mais uma vez pra quem o PSB governa: para os grandes patrões, contra os trabalhadores e a maioria da população do Recife, que verá o sistema piorar com a manutenção da dupla função! Junto a isso, a justiça e a mídia vão mostrando seu lado também a favor dos empresários mafiosos, que lucram enquanto expõe os usuários ao contágio em massa, super exploram os trabalhadores, descumprem a lei e prestam um péssimo serviço!

Por isso, nós do MRT e do Esquerda Diário repudiamos os ataques aos rodoviários e apoiamos sua luta. Contra a união do governador, da mídia, da justiça e das empresas para atacar os rodoviários é necessário dar uma resposta contundente. E nisso, os trabalhadores só podem confiar em suas próprias forças!




Tópicos relacionados

Brutalidade policial   /    Repressão policial   /    Rodoviários Recife   /    Paulo Câmara (PSB)   /    Pernambuco   /    Recife   /    Nordeste   /    Recife   /    Violência policial   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar