Sociedade

APÓS ATIRAREM COM BALA DE BORRACHA

Vídeo mostra que PMs ignoraram pedido de ajuda de homem alvejado no olho em Recife

"Chama uma ambulância! Chama uma ambulância!", dizem as pessoas que ajudavam Daniel Campelo, homem alvejado no olho por um tiro de bala de borracha, a PMs que estavam passando na rua.

sexta-feira 4 de junho| Edição do dia

Os policiais chegam a descer do carro, mas depois ignoram solenemente os pedidos de ajuda do homem que sequer participava da maniefstação, mas perdeu sua visão. A violência é acompanhada pelo desdém. Veja vídeo abaixo:

Daniel Campelo, de 51 anos, havia ido ao centro de Recife para comprar material de trabalho, e voltou para casa sem um olho. A polícia de Paulo Câmara (PSB) reprimiu brutalmente as manifestações contra Bolsonaro naquele dia. Inclusive Daniel não foi o único a ter sua visão parcialmente retirada, um outro homem, que tampouco participava da manifestação, foi alvejado no olho.

Além da violência brutal, o vídeo mostra o desdém da PM pela vida. Pouco se importam se o homem estava sangrando pelo olho, pedindo ajuda para quem estivesse passando, fazendo gritos de socorro. O importante para a polícia era seguir à manifestação para reprimir mais.

Tentam calar as vozes de quem saíram às ruas nesse dia 29/05, mas não vão conseguir, pois mais perigoso que o vírus é o governo. Leia mais sobre a luta aqui: 5 pontos para potencializar a mobilização com a força do 29M contra Bolsonaro, Mourão e os militares.




Tópicos relacionados

polícia   /    Brutalidade policial   /    Repressão policial   /    Paulo Câmara (PSB)   /    Recife   /    Estado Policial   /    PM   /    Repressão   /    Sociedade   /    Violência policial

Comentários

Comentar