Mundo Operário

METRÔ

Mayumi presente! Perdemos mais uma uma metroviária vítima da Covid 19

Faleceu na tarde de ontem mais uma metroviária, vítima de complicações da Covid 19. Mayumi tinha apenas 34 anos e estava na linha de frente nessa pandemia, trabalhando no Metrô de SP. Toda a nossa solidariedade aos familiares e amigos. Mayumi presente!

segunda-feira 31 de maio| Edição do dia

Carolina Mayumi Doi, 34 anos, trabalhava na linha 3 do Metrô de SP. Faleceu na tarde de ontem (30), por complicações da Covid 19. Estava na ativa e na linha de frente, prestando um serviço essencial à população. O Metrô de SP não parou um dia sequer durante essa pandemia e já conta com mais de mil afastamentos de funcionários, por suspeita ou confirmação de contaminação por Covid 19 e quase 30 óbitos.

Nós da Chapa 4 Nossa Classe Metroviários e do Esquerda Diário nos solidarizamos com os familiares, amigos de Mayumi e toda a categoria que nesse momento sente a perda de uma companheira de trabalho.

Não podemos deixar de responsabilizar a política negacionista de Bolsonaro, que junto a Mourão, governadores, congresso e STF, já causou mais de 460 mil vidas, número que avança cada vez mais entre os jovens como Mayumi. Assim como a política de Doria, que por trás da demagogia de “defesa da ciência” também não tomou medidas eficazes para combate à pandemia, vacina a população na mesma velocidade lenta do governo federal, não disponibiliza testagem massiva ou auxílio emergencial de valor adequado para que a população não tenha que se espremer no transporte público lotado, se contaminando para procurar emprego.

No Metrô, Doria não fez diferente. Ficou meses sem disponibilizar EPIs adequados (que seguem escassos até hoje), não testa a categoria, não vacinou os tercerizados (que usam a mesma máscara por 15 dias), convocou os idosos de volta ao trabalho e segue com seu plano de ataques aos direitos em meio à pandemia.

Por Mayumi e todos os mais de 460 mil mortos pelo descaso dos governos, seguiremos na luta por vacina para todos, contra os ataques aos direitos dos trabalhadores e da juventude.

Mayumi presente, agora e sempre!




Tópicos relacionados

Metrô de SP   /    MORTES COVID-19   /    Coronavírus   /    João Doria   /    Metrô   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar