Sociedade

PANDEMIA

Brasil ultrapassa 280 mil e bate novo recorde: 2.340 mortes em 24h

terça-feira 16 de março| Edição do dia

Foto: ClimaInfo

Bolsonaro e governadores são os responsáveis pela situação. Leitos de UTIs estão lotados no país, estados com sistema de saúde absolutamente colapsados, pessoas morrendo sem atendimento médico. Os recordes são a cara mais bárbara da política assassina do presidente e governadores. Os números são parte do balanço do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde), apresentados nessa terça-feira (16).

Números ocorrem em meio à crise ministerial onde um novo comandante da pasta da saúde empossa após saída de Pazuello e pressões do centrão. Queiroga é alinhado ideologicamente com o presidente Bolsonaro e promete mais continuidade da política de morte da esplanada.

- Saiba mais: Quem é Marcelo Queiroga que assume para conduzir a catástrofe com Bolsonaro e governadores

Leia mais também sobre como não podemos esperar 2022 para combater os ataques e a pandemia aqui.

O estado de São Paulo, praticamente colapsado, obteve recorde também nas últimas 24 horas com mais de 600 pessoas mortas.




Tópicos relacionados

Marcelo Queiroga   /    Colapso da saúde   /    Bolsonaro   /    Eduardo Pazuello   /    Crise na Saúde   /    Governo Bolsonaro   /    Ministério da Saúde   /    Sociedade   /    Governo Federal   /    Saúde

Comentários

Comentar