×

CHACINA DO JACAREZINHO | Testemunhas afirmam que não viram armas com dois mortos na Chacina do Jacarezinho

As testemunhas, que são da mesma família, ficaram mais de 5 horas com dois homens dentro do apartamento até que a polícia invadisse o local e matasse os dois. A perícia afirma que não há sinal de confronto.

terça-feira 6 de julho | Edição do dia

(Foto: Renato Moura/A Voz das Comunidades)

Os dois homens, Isaac Pinheiro de Oliveira e Richard Gabriel da Silva Ferreira, invadiram o apartamento da família por volta das 7h, já feridos. Eles não permitiram que os moradores saíssem do apartamento, no entanto não portavam armas e nem foram violentos, segundo o depoimento.

Por volta do 12h30, os policiais entraram no apartamento e mataram Isaac e Richard. A perícia disse não haver indícios de confronto, mas que a investigação foi atrapalhada por que os corpos foram retirados do local.

Leia mais: MASSACRE DO JACAREZINHO: laudos da perícia apontam baleados pelas costas e à queima roupa

Os próprios policiais mudaram sua versão do depoimento, primeiro afirmando que os dois tentaram fugir do quarto, e depois dizendo que eles apontaram armas.

É mais um indício de que grande parte das vítimas da Chacina do Jacarezinho foram executadas, ao contrário do que afirma a polícia, de que os 27 mortos seriam traficantes e teriam sido morto em confronto, e demonstra também o caráter racista da polícia e de suas operações assassinas.

Leia também: Para esconder assassinos, Policia Civil põe em sigilo nome dos envolvidos no Jacarezinho




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias