×
Rede Internacional

CAMPINAS | Servidores da saúde de Campinas denunciam falta de testes e péssimas condições sanitárias

Os servidores da saúde de Campinas que trabalham no Centro de Saúde - Centro, denunciam que estão lidando com péssimas condições sanitárias e falta de testagem da covid-19. Isso porque um dos prédios que atendia os pacientes com suspeita de covid foi fechado, fazendo a equipe atender pacientes diversos em um local sem espaço e ventilação adequada e ainda sem testagem frequente. Veja abaixo a carta elaborada pela equipe de saúde.

segunda-feira 21 de junho | Edição do dia

Foto: Toninho Oliveira/Prefeitura de Campinas

O Esquerda Diário Campinas recebeu denúncia de trabalhadores da Equipe do Centro de Saúde - Centro sobre as péssimas condições de trabalho e a falta de testes a que estão submetidas. Isso em meio a crise sanitária que bate o recorde de 500 mil mortos graças a gestão catastrófica de Bolsonaro, militares, governadores como Doria e de prefeitos como Dario (Republicanos), responsável pela situação no CS de Campinas.

Campinas está com lotação máxima nas UTIs da cidade e mesmo assim as trabalhadoras da saúde denunciam que devido a vacinação dizem que elas não precisam mais de testes com tanta frequência. Não importando se essas trabalhadoras estão positivadas e depois transmitem o vírus para seus familiares. Uma situação parecida também foi denunciada no hospital Mário Gatti, o que mostra que são os trabalhadores e a população que estão pagando a conta da crise sanitária, mais de um ano depois trabalhando sem as mínimas condições. Veja abaixo a carta elaborada pelas trabalhadoras.

“A Equipe do Centro de Saúde Centro vem por meio deste instrumento, reivindicar melhores condições de trabalho e segurança para funciná[email protected] e população atendida.

A unidade funciona em um prédio alugado, situado à rua Padre Vieira, 1145. Presta atendimento de Saúde da Família; acompanhamento de gestantes, diabéticos, hipertensos; puericultura; vacina de recém-nascidos, crianças, jovens e adultos; curativos crônicos; medicações de rotina; atendimento odontológico; farmácia e sala para atendimentos de Agentes Comunitá[email protected] de Saúde.

A Área física é pequena, com apenas um acesso de entrada com uma única porta. Apenas um sanitário masculino para usuários e um feminino para usuárias no andar térreo. Apenas um sanitário masculino para funcionários e um feminino para funcionárias no andar superior, embora o número de funcioná[email protected] seja maior que oitenta. Não existe vestiário nem chuveiro para @s funcioná[email protected] da saúde nem da higiene.

Em março de 2020, quando se iniciou o atendimento para pacientes sintomá[email protected] respirató[email protected], foi avaliado que não era viável realizar os dois tipos de atendimento na unidade devido à dificuldade de se manter a segurança [email protected] pacientes e funcioná[email protected] sem sintomas respiratórios. Assim sendo, o atendimento para sintomá[email protected] respirató[email protected] passou a ser no prédio do antigo Colégio Ateneu, localizado à rua Barreto Leme.

Nesse período, foram solicitadas algumas melhorias estruturais e de recursos humanos para que o atendimento de sintomá[email protected] respirató[email protected] pudesse acontecer com segurança. Mas as reivindicações não foram atendidas.

Agora, em um período muito mais preocupante, a Secretaria de Saúde e a Vigilância Sanitária decidiram interromper o atendimento no Ateneu; deslocar toda a equipe de odontologia para outras unidades, assim como, deslocar parte da equipe de Agentes Comunitá[email protected] de Saúde. Decidiram utilizar a sala [email protected] Agentes de Saúde, odontologia e sala de coleta e soroterapia para pacientes com sintomas respiratórios.

O Conselho Local foi solicitado, mas diante do comunicado sem margem para questionamento, sentiu-se de mãos atadas, assim como [email protected] @s funcioná[email protected] [email protected] por essa decisão repentina.

Nesta semana de 01/03/2021 à 05/03/2021, @s sintomá[email protected] respirató[email protected] estão sendo [email protected] a buscar outro serviço e a partir da próxima semana, paciente que buscarem atendimento odontológico serão [email protected] a procurar outras unidades.

Entendemos que a medida não soluciona e até agrava os problemas no atual momento.

Certos de sua atenção, agradecemos!”

Veja mais em: “Uma situação precária, é desumano para o paciente” diz trabalhador do hospital Mário Gatti

Quer enviar sua denúncia anônima? Mande uma mensagem para (11) 97750-9596




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias