PERSEGUIÇÃO

Salles e a AGU perseguem ambientalista que criticou as políticas criminosas do governo Bolsonaro

Em maio deste ano, o ambientalista Márcio Astrini, secretário-executivo do Observatório do Clima, criticou na imprensa as declarações criminosas de Salles, quando durante reunião ministerial divulgada, afirmou que o governo Bolsonaro e seus ministros militares e civis deveriam aproveitar o contexto de pandemia para “passar a boiada” e destruir as leis e regulamentações que atrapalham a expansão do agronegócio.

sábado 17 de outubro| Edição do dia

Ricardo Salles, junto à Advocacia Geral da União buscou a Justiça Federal e conseguiram uma notificação, exigindo com seu autoritarismo que o ambientalista prestasse explicações sobre as críticas que fez durante entrevista ao jornal “O Globo” em 25 de maio.

"A gente viu um ministro de estado numa conversa de comparsas convocando para aproveitar o momento da pandemia, em que todo mundo está preocupado com a vida, para fazer uma força-tarefa de destruição do meio ambiente", disse durante a entrevista.

Em Agosto: Salles usa pandemia para “passar a boiada” e reduz meta de preservação da Amazônia

A notificação autoritária da AGU diz que o pedido é justificado porque “é cabível em qualquer das modalidade de crimes contra honra”. Afirmaram também que a declaração de Márcio Astrini foi uma ataque a Ricardo Sales e também atingiram a AGU.

Este mesmo governo também persegue a jogadora de vôlei, Carol Solberg, por ter gritado “Fora Bolsonaro” depois de ganhar uma medalha, enquanto aceita de bom grado os apoios públicos de outros empresários do esporte e atletas. Durante todo o seu mandato, o governo Bolsonaro vem perseguindo jornalistas e opositores.

Nada mais autoritário e hipócrita partindo de um governo que a todo momento tenta esconder e censurar dados e negar os fatos sobre o avanço criminoso dos latifundiários sobre a Amazônia e o Pantanal, que ardem em chamas neste ano atacar aqueles que criticam suas políticas criminosas.




Tópicos relacionados

Ricardo Salles   /    Ministério do Meio Ambiente   /    Governo Bolsonaro   /    Censura   /    Meio Ambiente

Comentários

Comentar