×

Denúncia Operária | Precarização: no Hospital João XXIII, trabalhadores da saúde não têm uniformes para trabalhar

Um/a trabalhador/a do Hospital João XXIII denunciou anonimamente ao Esquerda Diário que os profissionais da saúde voltam para suas casas com as roupas contaminadas, pois não recebem uniformes apropriados. Mais um indício da precarização de Zema.

segunda-feira 19 de julho | Edição do dia

Foto: Fred Magno

Convivendo cotidianamente com os ataques de Zema a saúde pública e aos seus direitos, já bastante retirados por governos anteriores, trabalhadores de um hospital da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais - FHEMIG agora são submetidos a trabalhar sem uniformes apropriados. O/a trabalhador/a do Hospital João XXIII que nos denunciou anonimamente a situação relatou que

No hospital João XXIII, não estão fornecendo uniforme para os funcionários trabalharem, só fornecem para os funcionários do bloco cirúrgico e CTI, os outros setores como o de cuidados progressivo, que é intermediário do CTI, pacientes contaminados, estão obrigando a trabalhar com a roupa que vem de casa, só colocando um avental por cima. Aí após o plantão, você vai para casa com a roupa contaminada, suada. É uma falta de respeito com os funcionários.

Além de uma falta de respeito é um descaso, típico dos capitalistas e os políticos que os defendem, com as vidas dos trabalhadores, tanto os da saúde quanto os seus familiares, ou mesmo companheiros e companheiras de jornada no transporte público. O governo Zema têm atacado a saúde pública e seus trabalhadores, inclusive com o corte de salários e outros absurdos, que denunciamos aqui.

Envie sua denúncia anônima para o nosso WhatsApp: +55 31 9315-2140

Veja também:

Leia o Editorial do MRT: 3 propostas para a classe trabalhadora enfrentar a crise política no Brasil




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias