×

ATAQUE DOS PATRÕES | Metrô e judiciário juntos contra a greve de metroviários pelo transporte de qualidade e pela vida

Enquanto metroviários lutam pela vida e contra os ataques de Doria e dos patrões, a empresa Metrô de SP conta com a ajuda da justiça racista e antioperaria para restringir o direito de greve.

quarta-feira 19 de maio | Edição do dia

Logo após a definição de entrada em greve da categoria de metroviários de SP, a empresa do metrô saiu com uma declaração em suas redes sociais atentando contra o direito de greve.

A greve foi decidida pelos trabalhadores por não encontrarem outra saída para garantir seus direitos, já que Doria e empresa Metrô vieram de lançar importantes ataques contra a categoria, ameaçando o direito de sindicalização e congelando salários já por dois anos, num momento em que por efeito da pandemia e dos interesses de capitalistas, os alimentos, aluguéis e todos os produtos essenciais pra sobrevivência se tornaram ainda mais caros.

Nesse momento de pandemia foram vários os trabalhadores efetivos e terceirizados que perderam suas vidas enquanto trabalhavam, e mesmo o direito a vacinação teve que ser arrancado com greve dos metroviários, apesar de estarem desde o início na linha de frente do serviços essenciais à população. A empresa declara na nota que conta com uma medida judicial que punirá com multa o sindicato caso haja greve de fato, mostrando a quem está a serviço essa justiça racista e antioperaria que temos no Brasil.

Todo o povo trabalhador precisa apoiar ativamente essa greve que representa a luta contra Doria e todos os que querem piorar nossas vidas, mostrando o caminho da luta por vacina pra todos e por um transporte de qualidade e verdadeiramente seguro tanto pra trabalhadores quanto para a população.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias