×
Rede Internacional

LIBERDADE PARA MATHEUS | Liberdade imediata pra Matheus Xavier, preso em SP no 3J!

Nos atos do último sábado, 3 de julho, o jovem Matheus Xavier foi preso em São Paulo e segue detido mesmo sem provas da polícia. É urgente uma forte campanha pela liberdade de Matheus, pela anulação de todos os inquéritos e contra a criminalização dos que lutam contra Bolsonaro e Mourão!

sexta-feira 9 de julho | Edição do dia

Imagem: Reprodução/Rede social

No último sábado, 3 de julho, aconteceu mais uma das manifestações contra o governo Bolsonaro e Mourão e todos os ataques à educação que veio ameaçando universidades federais de fecharem suas portas, assim como demais ataques, como o PL 490 que flexibiliza a demarcação das terras indígenas, o escândalo do superfaturamento da vacina Covaxin e outros tantos ataques que o governo é responsável.

Ocorreram atos por diversas cidades do país e em São Paulo e Brasília houve detenções de ativistas por parte da polícia. Entretanto, todos foram soltos, com exceção do jovem tatuador Matheus Machado Xavier que segue detido preventivamente em um dos Centros de Detenção Provisória da capital paulista, ainda que sem provas.

A polícia militar acusa Matheus de ter agredido um segurança do metrô e furtado o capacete de um policial durante o ato 3J, o que é desmentido por outros ativistas e amigos que estavam junto com Matheus no momento em que, próximo à estação Mackenzie-Higienópolis, na Avenida Consolação, começou focos de repressão por parte da polícia a manifestantes.

Com o caso da detenção preventiva de Matheus que segue até hoje, completando quase uma semana, foi revelado que o jovem já havia sido detido em 2016, em um ato do Movimento Passe Livre (MPL) contra o aumento do valor das passagens de ônibus. A mãe de Matheus, entrevista pelo G1, relatou que "A questão de Matheus vem de janeiro de 2016, quando ele foi preso numa manifestação e a polícia tentou colocar provas, bombas, dentro da mochila dele". Naquele momento, o jovem foi liberado quando comprovado, através de vídeos, que a polícia tinha plantado provas na sua mochila, não havendo motivo para sua detenção, pelo contrário.

Esse caso de 2016 e agora a prisão de Matheus em 2021 no ato contra Bolsonaro e Mourão, só escancara como sua prisão tem motivo político.

Ninguém deve ser punido, perseguido e preso por lutar em defesa das vidas perdidas por responsabilidade de Bolsonaro e Mourão, somando mais de meio milhão de mortos pela Covid-19, sem contar todo o desemprego, fome e miséria que acomete outros tantos milhões de brasileiros em meio à crise econômica que é descarregada em nossas costas pelo governo federal, assim como pelos governadores, Congresso e STF que protegem o lucro dos capitalistas.

Nós do MRT e do Esquerda Diário fazemos um amplo chamado a que toda a esquerda, sindicatos, movimento sociais e a todos os que lutam contra o autoritarismo deste regime golpista, se unifiquem pela construção de uma forte campanha por liberdade a Matheus Xavier e anulação de todos os inquéritos.

Repudiamos o autoritarismo de Bolsonaro e Doria, assim como a criminalização de ativistas e lutadores que vão às ruas defender nossos direitos e demonstrar rechaço ao governo. Pela imediata liberdade de Matheus Xavier!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias