Mundo Operário

GREVE DE ENTREGADORES

Entregadores e motoristas de aplicativos do Rio chamam greve para próxima segunda-feira (14)

Os trabalhadores de aplicativo chamam greve na próxima segunda-feira contra a precarização do trabalho e da violência policial.

quinta-feira 10 de junho| Edição do dia

Foto: Arquivo

Os profissionais de aplicativos, entregadores e motoristas de aplicativos, estão chamando greve na próxima segunda-feira (14), na Cinelândia, no Rio de Janeiro, por melhores condições de trabalho e contra o abuso policial.

A categoria que se mostrou vanguarda na luta contra a precarização do trabalho, que vem se aprofundando nas mãos do governo Bolsonaro, desde o ano passado, com as mobilizações do Breque dos App.

Os trabalhadores de aplicativos estão chamando greve para lutar contra as condições de trabalho que as grandes empresas como Ifood e Uber colocam aos trabalhadores, com baixa remuneração e sem direitos fundamentais, enquanto registraram recorde de lucro durante a pandemia.

A greve dos profissionais de aplicativos, que são setores essenciais e não pararam de trabalhar desde o início da pandemia, defende também a luta contra a violência policial, que com o governo federal e do estado, na gestão de Castro, escancaram o caráter assassino da polícia, que depois no massacre de Jacarezinho, fez mais uma vítima nessa semana como foi a morte da jovem Kathlen, que estava grávida e foi alvejada pelas balas da policia racista.

Pode te interessar: A uberização vai acabar com a luta de classes?




Tópicos relacionados

MORTES COVID-19   /    Breque dos apps   /    Entregadores   /    COVID-19   /    ifood   /    Greve   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar