Sociedade

PRIVATIZAÇÃO

Bolsonaro inclui mais 9 unidades de conservação ambiental no Programa para privatização

O governo federal incluiu unidades de conservação no Programa Nacional de Desestatização, o que permitirá a transferência, para a iniciativa privada, da execução de serviços públicos de apoio à visitação, conservação, proteção e gestão das unidades

quarta-feira 14 de abril| Edição do dia

Foto: Viagem e Turismo

O governo Bolsonaro incluiu nove unidades de conservação no Programa Nacional de Desestatização, a famigerada privatização dos serviços públicos. Passará para a iniciativa privada a execução de serviços de apoio à visitação, conservação, proteção e gestão das unidades. A decisão consta de decreto do presidente Jair Bolsonaro, publicado no Diário Oficial da União (DOU) nesta quarta-feira, 14/04.

Pode te interessar: Governo Bolsonaro inclui Correios em lista de estatais para privatização a preço de banana

A decisão abrange as unidades de conservação: Floresta Nacional de Brasília; Parque Nacional da Serra dos Órgãos; Parque Nacional da Chapada dos Guimarães; Parque Nacional de Ubajara; Parque Nacional da Serra da Bocaina; Parque Nacional da Serra da Capivara; Parque Nacional da Serra da Bodoquena; Parque Nacional do Jaú; e Parque Nacional de Anavilhanas.

Para o governo "a implementação dos projetos de concessão trará um aumento do fluxo turístico nacional e internacional com consequente benefício para as regiões e para os municípios situados nas redondezas das unidades de conservação, como a geração de emprego, renda e desenvolvimento socioeconômico, o aumento da arrecadação de impostos, a melhoria do diálogo com as comunidades do entorno e dos serviços prestados à comunidade local e aos visitantes". Um cinismo sem tamanho para privilegiar setores do “empresariado verde” para lucrar à custa da contínua degradação do meio ambiente.




Tópicos relacionados

Bolsonaro   /    Privatização dos Correios   /    Jair Bolsonaro   /    Privatização   /    Sociedade   /    Meio Ambiente

Comentários

Comentar