×

GEORGE FLOYD | Após ser condenado pelo assassinato de George Floyd, Derek Chauvin pede novo julgamento

Entre as moções movidas pela defesa do ex-policial estão a má conduta e o não isolamento do júri durante o processo.

quarta-feira 5 de maio | Edição do dia

Foto: POOL VIA REUTERS

Nesta terça-feira (4), depois de duas semanas do veredicto de condenação de Derek Chauvin, ex-policial que assassinou George Floyd após se ajoelhar durante 8 minutos sobre seu pescoço, o advogado de Chauvin, Eric Nelson, entrou com várias moções na Justiça pedindo um novo julgamento.

Entre as moções movidas estão: o não isolamento de júri durante o processo; a decisão do juiz Peter Cahill em recusar o pedido para mover o caso para fora do de Hennepin, onde fica Minneapolis. Além da má conduta do júri, que estaria relacionada a um dos jurados ter sido visto em um marcha de aniversário do discurso Martin Luther King Jr., o que iria contra um dos requisitos para fazer parte do júri, onde os jurados foram questionados se eles ou alguém próximo a eles "participaram de protestos sobre o uso da força ou a brutalidade policial".

Veja também: EUA: "O movimento pelas vidas negras e latinas revelou ao mundo o caráter profundamente racista dos EUA"

Chavin foi condenado a três tipos de homicídio por um júri de 12 pessoas, em um julgamento que se iniciou em 29 de março, durando duas semanas. A duração da pena do ex-policial ainda não foi anunciada, mas pode chegar até 40 anos de prisão.

Essa decisão histórica, longe de ser fruto da sensatez do judiciário norte-americano, a condenação do Derek Chauvin é reflexo da luta feroz do movimento Black Lives Matter que se espalhou pelo globo contra o racismo e a violência policial.

Pode te interessar: Kamala Harris e as bombas na Síria




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias