×

#LiberdadeParaGalo | Apesar de habeas corpus, Galo segue preso: basta de autoritarismo do judiciário!

Já são quase 24 horas que o STJ declarou liberação da prisão preventiva de Galo. Entretanto, juíza Gabriela Bertoli o mantém preso, escancarando o caráter político da prisão do ativista e a escalada repressiva e autoritária do Judiciário.

sexta-feira 6 de agosto | Edição do dia

No início da tarde de quinta-feira, 05, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) anunciou a decisão de liberação da prisão preventiva de Galo. Entretanto, até agora a juíza Gabriela Bertoli ainda não forneceu o alvará de soltura, fazendo com que o ativista siga preso.

O STJ, através da decisão do Ministro Ribeiro Dantas, afirmou que a prisão teria aparência política, decidindo pelo habeas corpus e liberação de Galo. O autoritarismo expresso na ação da juíza em mantê-lo preso é na verdade a demonstração máxima de como a prisão do ativista é uma perseguição política aos lutadores.

As redes sociais de Galo levantam a possibilidade de que essa ação da juíza seja uma manobra para conseguir outro pedido de prisão provisória e assim mantê-lo na cadeia.

Nós do Esquerda Diário viemos divulgando e encampando em todos os cantos do país a campanha de #LiberdadeParaGalo, em solidariedade e defesa de todos os lutadores que questionam esse governo. Sua prisão preventiva, com claro caráter político e persecutório, demonstram a escalada repressiva e autoritária do Judiciário e de todo esse regime político podre.

Leia mais: [VÍDEO] "Galo está sendo mantido preso de maneira arbitrária e ilegal", denuncia Pablito direto do 11° DP

Estaremos acompanhando novas declarações da justiça, denunciando o judiciário racista e autoritário que persegue os movimentos sociais e políticos. Seguimos exigindo a liberdade imediata de Galo, o fim de todos os processos contra ele e todos os envolvidos no caso Borba Gato. Assim como seguimos na luta para garantir a liberdade de manifestação e pelo fim da perseguição política de Doria e sua polícia, do judiciário e todo o regime.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias