Sociedade

CORONAVÍRUS

Ações de farmacêutica que testa vacina contra Covid-19 sobe após anúncio de sua eficácia

Após as farmacêuticas Pfizer e BioNTech anunciarem na segunda-feira (9) que a vacina contra a Covid-19 que estão testando mostrou eficácia, as ações da Pfizer aumentaram em 15%.

quarta-feira 11 de novembro| Edição do dia

Foto: Dado Ruvic/ Reuters

No mesmo dia, Albert Bourla, CEO da empresa, vendeu 62% de suas ações ganhando 5,6 milhões de dólares.

Pode te interessar: Vacina da Pfizer mostra eficácia, mas governos buscam lucros e interesses políticos

Não é a primeira vez que algo semelhante acontece. Em maio, a empresa Moderna também anunciou eficácia nas fases iniciais dos testes da vacina, e executivos da empresa venderam suas ações em 30 milhões de dólares.

O anúncio também contribuiu para que ações de outros setores também disparassem, como de companhias aéreas e shoppings centers.

Os exemplos citados mostram que a produção das vacinas está servindo para o lucro e para a especulação na bolsa de valores. Antes mesmo das vacinas começarem a ser produzidas, países imperialistas garantiram seus estoques das vacinas, monopolizando a oferta e distribuição delas. No entanto, as vidas das bilhões de pessoas que sofrem com a pandemia, não podem estar subordinadas à disputas e busca por lucros.

Pode te interessar: Países imperialistas monopolizam doses de vacina contra Covid-19




Tópicos relacionados

Vacina   /    Crise Sanitária   /    COVID-19   /    Coronavírus   /    Imperialismo   /    Sociedade   /    Saúde

Comentários

Comentar