CORONAVÍRUS

A falta de imunizante levará a 750 mil óbitos até final de agosto, diz universidade em Washington

No Brasil de Bolsonaro o ritmo de vacinação segue lento, segundo cientistas da área, a consequência desse ritmo pode levar a quase 750 mil óbitos até o final agosto, a política negacionista do governo Bolsonaro é responsável por isso.

terça-feira 18 de maio| Edição do dia

Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo

São mais de 436 mil números de óbitos no país e os trabalhadores seguem com a incertezas de suas próprias vidas, sem saber quando serão vacinados. Bolsonaro, mantém sua linha política negacionista e pouco se investe em mais compras de vacinas.

Universidade em Washington fez um alerta sobre a crise sanitária no país indicando uma futura terceira onda de contaminados e números de óbitos, segundo própria universidade, devido à pouca melhora na imunização no Brasil, a tendência é o agravamento dos números de óbitos levando a 750 mil pessoas vítimas do covid até o final de agosto.

A imunização contra o coronavírus depende diretamente da vacina, porém, no governo Bolsonaro suas prioridades são outras, enquanto isso os trabalhadores seguem expostos a exploração do trabalho e a incertezas de suas próprias vidas.




Tópicos relacionados

falta de vacinas   /    Vacinas para Todos e Quebra de Patentes   /    MORTES COVID-19   /    Vacina contra a covid-19   /    COVID-19   /    Pandemia

Comentários

Comentar