×

#LiberdadeparaGalo | Vídeo: Esposa de Galo diz que “Manter o Paulo preso, passando pela vontade do STJ, é insanidade”

Em declaração Géssica Silva Barbosa, esposa do líder dos entregadores de aplicativos, Paulo Galo, demonstrou toda sua indignação diante da manutenção da prisão de Paulo Galo, mesmo após o acolhimento do habeas corpus pelo STJ: "Não tem jeito, o povo vai ter que ir pra rua soltar a voz, porque desse jeito não dá”

sexta-feira 6 de agosto | Edição do dia

Géssica Barbosa, esposa de Galo - Foto: Reprodução/Twitter Ponte Jornalismo

Géssica Silva Barbosa, esposa do líder dos entregadores de aplicativos, Paulo Galo, demonstrou toda sua indignação, nesta quinta-feira (5). Ela se dirigiu ao 11º Distrito Policial de Santo Amaro, em São Paulo, para receber o marido, mas, até o momento, a juíza Gabriela Bertoli não autorizou a libertação do ativista, preso por envolvimento no incêndio da estátua de Borba Gato.

“Já me prenderam na minha casa, com a minha filha, passei duas noites sem ter nada a ver, e vão continuar prendendo o meu esposo? Não tem jeito, o povo vai ter que ir pra rua soltar a voz, porque desse jeito não dá”, disse, em entrevista postado nas redes da Ponte Jornalismo.

“Eu não consigo entender. Manter o Paulo preso, passando pela vontade do STJ é insanidade. Então, o povo vai ter que ir pra rua mostrar que está do lado do Paulo?”, questionou.

A juíza Gabriela Bertoli está se recusando a soltar Galo, mesmo com uma ordem do STJ para que ele fosse solto. O Twitter de Galo levanta a possibilidade de que seja uma manobra por parte da juíza para atrasar a soltura e, nesse meio tempo, conseguir outro pedido de prisão preventiva, mantendo Galo na cadeia. Em vídeo, Marcelo Pablito do MRT e do Esquerda Diário, explica a situação. Confira abaixo.

Nós do Esquerda Diário nos somamos à campanha nacional em defesa de Galo, que hoje conseguiu impor que o STJ deferisse o Habeas Corpus. Sua prisão é absolutamente ilegal, e uma mostra ainda mais clara do caráter político e arbitrário de sua detenção. Seguimos lutando por sua liberação imediata e contra qualquer processo contra Galo ou qualquer outro acusado no caso Borba Gato. Sem nenhuma confiança nesse judiciário autoritário e antioperário, sigamos nossa luta e mobilização! Basta de criminalização dos lutadores!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias