×

Pobreza crescente | Rendimento médio do brasileiro chega ao menor valor desde 2012, segundo IBGE

Sob o governo Bolsonaro e a gestão da pandemia compartilhada com o Congresso e o STF, o rendimento médio do brasileiro caiu 3,4% e atingiu o menor patamar dos últimos 8 anos.

sexta-feira 19 de novembro | Edição do dia

O IBGE divulgou dados nessa sexta-feira (19) que mostram a forte queda do rendimento médio do brasileiro. É o menor valor, descontada a inflação, desde 2012, quando o Brasil era administrado pelo governo Dilma.

De acordo com o IBGE, o rendimento médio mensal real de todas as fontes do país passou de R$ 2.292 em 2019 para R$ 2.213 neste ano (em 2013, por exemplo, o valor era de R$ 2.250). A queda de 3,4% é a mais intensa da série histórica que se iniciou em 2012.

Enquanto isso, acionistas da Petrobrás e da Vale, por exemplo, batem recordes bilionários de lucros. Desigualdades exorbitantes e bilionárias, como essas, são a cara do capitalismo selvagem.

Leia mais sobre o assunto: Basta de fome! Pela revogação do teto de gastos e por um auxílio de ao menos um salário mínimo

Além da desastrosa política econômica de Paulo Guedes, compartilham a responsabilidade por essa situação também o Congresso Nacional e o STF. Ambos aprovaram e/ou avalizaram as reformas neoliberais, privatizações e demais ataques que estão retirando direitos e arrasando com as famílias brasileiras. A gestão da pandemia foi coordenada pelos três poderes, também.

Veja gráfico abaixo:

As rendas são compostas por salário, pensão, aposentadoria, aluguéis, doações e outros rendimentos (como auxílios, etc.). Com os sucessivos arrochos salariais em distintas categorias e a inflação galopante, os dados não são nenhuma surpresa.

Leia mais sobre o assunto: Contra Bolsonaro, Mourão, a fome, a precarização e as chacinas, faremos Palmares de novo!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias