Mundo Operário

PROFESSORES CONTRA O CORONAVÍRUS

Professores do EMEF Marechal Rondon gravam vídeo informativo e poético contra Coronavírus

No último domingo (22), professores do EMEF Marechal Rondon, da região norte de São Paulo, publicaram um vídeo nas redes sociais pedindo para os alunos e a comunidade escolar respeitarem a quarentena ao mesmo tempo que exigem do governo testagem massiva da população, ampliação dos leitos, condições de higiene pessoal para as periferias e denunciando que são os trabalhadores e povo pobre quem sofre mais com os efeitos da pandemia.

domingo 29 de março de 2020| Edição do dia

Em menos de 5 minutos, os professores do Marechal Rondon deram seu recado. Mais de 10 professores aparecem no vídeo denunciando a situação dos trabalhadores e de seus alunos para lidar com o impacto do coronavírus. Esta iniciativa demonstra a disposição dos professores de contribuírem para enfrentar a pandemia, partindo de disseminar informações, estimular a solidariedade de classe e exigir do governo medidas efetivas para enfrentar esta situação.

Nós do Esquerda Diário temos utilizado este portal para disseminar e amplificar todas as iniciativas da classe trabalhadora para enfrentar esta pandemia, pois acreditamos que somente os trabalhadores podem efetivamente priorizar as vidas humanas em contraposição dos patrões e governos que já deixaram claro que o lucro vem em primeiro lugar.

Este vídeo dos professores municipais é uma clara demonstra da disposição e do papel que poderiam cumprir os professores de maneira organizada se o SINPEEM estivesse ativo colocando toda sua estrutura à serviço das exigências necessárias para enfrentar essa pandemia, mas infelizmente o sindicato segue controlado pela direção do Claudio Fonseca (vereador do Cidadania) que não se propõem a debater com cada professor, ATE e trabalhador da educação propondo que os trabalhadores assumam o protagonismo do combate ao coronavírus, sem confiar nos governadores e prefeitos que propõem quarentenas indiscriminadas enquanto se recusam a oferecer testes massivos para a população. 

Os professores que se preocupam além da suas próprias saúde e de seus familiares, mas também com seus alunos e a comunidade escolar, poderiam com a mesma criatividade deste vídeo pensar em como reutilizar as escolas e suas conexões com a comunidade para promover uma saída de fundo, sendo vanguarda deste processo para que não sejam os trabalhadores e povo pobre a pagar pela crise.

Nós do Esquerda Diário nos colocamos nesta perspectiva e fazemos um chamado aos professores a superarem esta linha do sindicato conciliadora com as saídas insuficientes do Estado capitalista e conformarem em cada escola um Comitê Especial de Professores, se utilizando da estrutura e da organização que existem dentro dos sindicatos da categoria, garantindo todas as condições de segurança necessárias para fazer de cada escola um polo de organização social de cada escola e comunidade, noticiando e propondo medidas efetivas desde suas escolas e comunidade para enfrentar a Pandemia. Queremos que nosso diário ajude a amplificar a voz dos trabalhadores e seja um instrumento para enfrentar o coronavírus e o capitalismo.




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Nossa Classe Educação   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar