Mundo Operário

PETROBRÁS

Petrobrás faz mais duas vítimas de covid na Repar em Araucária/PR

A Federação Única de Petroleiros informou a morte dois trabalhadores que atuavam na Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar) devido a contaminação pela covid-19

sexta-feira 26 de março| Edição do dia

Nesta quinta-feira, 25 de março a FUP, Federação Única de Petroleiros, informou a morte dois trabalhadores que atuavam na Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar) devido a contaminação pela covid-19. Essas vidas foram perdidas graças à negligência da Petrobras e das empresas terceirizadas, SNA Serviços de Manutenção Industrial e PROPAV Construção e Montagem, prestadoras de serviços pelas quais Rodrigo de Souza Germano e Marcos da Silva foram contratados.

Estão acontecendo surtos de COVID em praticamente todas unidades da Petrobras. As unidades da Petrobras têm taxas de contaminação até três vezes maiores do que todos os locais onde estão localizadas, como já foi mostrado em diversos estudos, inclusive da FIOCRUZ.

De acordo com os próprios trabalhadores, aproximadamente 800 pessoas continuam trabalhando na pré-parada de manutenção dessa unidade mesmo com a pandemia chegando em seu pior momento, quando alcançamos 3000 mil mortos essa semana e as novas cepas do coronavírus se mostram ainda mais contagiosas e letais. O Sindicato ainda alega ter alertado a gerência da unidade diversas vezes, e que nada foi feito de substancial para evitar o contágio e nem mesmo as atividades não emergenciais foram interrompidas.

O espaço confinado é uma realidade das salas de controle das refinarias e máscaras de qualidade (e fornecidas pela empresa) são uma raridade, e não há testagem para controle de contaminação. Os momentos de parada e pré-parada mobilizam uma grande quantidade de trabalhadores nas unidades da Petrobrás, em sua maioria terceirizados, um setor para o qual esta empresa nunca escondeu seu descaso.

Vale lembrar que nesse mesmo estado a unidade da Six está em greve contra a privatização e outras demandas específicas.

Nós do Esquerda Diário nos revoltamos com cada uma dessas mortes que poderiam ser evitadas e nos solidarizamos com as famílias desses trabalhadores. Nos colocamos também em apoio à luta contra as privatizações e contra a negligência da Petrobras frente à pandemia, seja com trabalhadores próprios ou terceirizados.




Tópicos relacionados

MORTES COVID-19   /    Paraná   /    Pandemia   /    Petrobras   /    Privatização da Petrobras   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar