Mundo Operário

AUTORITARISMO DO JUDICIÁRIO

Justiça de PE dobra a multa à professores em caso de greve contra o retorno às aulas na pandemia

Os professores vinham ameaçando entrar em greve no caso do retorno das aulas das escolas do estado em plena pandemia. Mostrando sua cara antioperária, o judiciário criminaliza a greve, impondo multa diária de 100 mil reais por dia de greve ao sindicato.

terça-feira 20 de outubro| Edição do dia

Em plena pandemia no país com o segundo maior número de mortos, o governo de vários estados resolve retornar às aulas, expondo alunos, pais, professores e outros trabalhadores ao contágio. Apesar de dizer que as escolas vão seguir os protocolos sanitários e de distanciamento social, isso é uma mentira como nós sabemos.

No estado de Pernambuco, o retorno da rede estadual tá previsto para amanhã em algumas turmas. Essa data se dá após vários adiamentos frente à resistência dos professores que ameaçaram entrar em greve. Frente à manutenção da data de retorno para amanhã uma greve já tinha sido convocada.

No entanto, o governador Paulo Câmara dessa vez conta com aliados para impor seus planos contra os trabalhadores: o judiciário. O desembargador do TJPE Fábio Eugênio Lima decidiu dobrar a multa - que ele mesmo já tinha emitido - ao Sindicato de Trabalhadores de Educação em Pernambuco (SINTEPE) em caso de greve. Com a decisão, o valor ficaria em 100 mil por dia.

Nós do MRT e do Esquerda Diário rechaçamos fortemente esse ataque ao direito de greve dos trabalhadores e defendemos que a decisão de voltas às aulas - tanto a data como as condições - deve ser tomada pelos professores e pela comunidade escolar.

Esse episódio mostra que também não podemos nutrir nenhuma confiança no judiciário. Tanto Bolsonaro, quanto os governadores e o judiciário, apesar de seus eventuais atritos, se unem quando o objetivo é atacar os trabalhadores. Do mesmo modo que Toffoli abraça Bolsonaro selando seu pacto pelas reformas, os judiciários locais criminalizam os trabalhadores para garantir os planos de reabertura sem critério sanitário.

Ver tambpem: O abraço do regime golpista e a necessária nova Constituinte




Tópicos relacionados

Crise do Coronavírus   /    COVID-19   /    Pernambuco   /    Recife   /    Coronavírus   /    Greve   /    Recife   /    Poder Judiciário   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar