VIOLÊNCIA POLICIAL

Jovem baleada pela polícia no Complexo da Maré, perdeu o bebê e está em estado grave

Na terça-feira, dia 27, Maiara de Oliveira da Silva foi baleada pela polícia no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. Desde então, a jovem está internada em estado grave em um hospital da região. Ela estava grávida e perdeu o bebê no hospital.

sábado 31 de outubro| Edição do dia

Foto: Reprodução

De acordo com reportagem divulgada pelo jornal Extra, o pai de Maiara contou que não havia confronto algum no momento e que a polícia sequer prestou socorro depois de baleá-la.

São muitas as vidas ceifadas e afetadas pela violência policial racista. No Rio de Janeiro, um jovem foi morto pela Polícia Militar enquanto participava de uma comemoração ao jogar futsal no Morro dos Macacos. Além de baleado, o jovem foi arrastado pelos policiais.

Uma pesquisa do Anuário Brasileiro de Segurança Pública divulgada este ano, mostra que 8 a cada 10 pessoas mortas pela polícia no país são negras, sendo que no primeiro ano do governo de Bolsonaro, o Brasil bateu recorde em números de mortes por violência policial comparando aos últimos 7 anos.

Além disso, dados divulgados por um estudo do Atlas da Violência mostra que assassinatos de negros no Brasil cresceram 11,5% entre 2008 e 2018.

É necessário que haja justiça e punição desses policiais. É preciso que a luta antirracista que retornou nos Estados Unidos este ano após o assassinato de George Floyd pela polícia, também tenha força no Brasil pelo fim do racismo e da instituição policial assassina.

Pode te interessar:
Letícia Parks: “Quantas vidas mais ceifadas pelo Estado e sua polícia?”

Basta de crianças negras assassinadas pela polícia racista e pelo Estado capitalista!




Tópicos relacionados

Racismo Policial   /    Black Lives Matter   /    Rio de Janeiro   /    Violência policial   /    [email protected]

Comentários

Comentar