Internacional

ELEIÇÕES DOS ESTADOS UNIDOS 2020

Dois trumpistas armados foram presos tentando colocar cédulas falsas em urnas na Filadélfia

O episódio aconteceu nessa quinta-feira 05/11, durante o processo de contagem de votos, enquanto Trump tentava incitar o ódio em sua base mais reacionária dizendo que as eleições estavam sendo fraudados

sábado 7 de novembro| Edição do dia

Imagem: AP Photo/Rebecca Blackwell

Na última quinta-feira (5), em meio ao intenso processo de contagens de votos nas eleições dos EUA, dois homens fortemente armados foram presos ao tentarem inserir cédulas falsas no local de apuração de votos da Filadélfia, a cidade mais populosa do estado de Pensilvânia, um dos estados chaves para a recente eleição de Joe Biden.

Segundo as redes de informação locais, esses homens foram flagrados perto do Philadelphia Convention Center, o local de apuração dos votos, na tentativa de entregar cédulas falsas. Ao longo dessa semana, Donald Trump estava a frente na contagem de votos, até os últimos dias, onde passaram a ser contados os votos pelo correio, que em sua maioria foram para Biden, o fazendo virar na corrida, tendo sido decisivo para sua vitória nas eleições.

A polícia acessou as mensagens de texto trocada pelos dois presos, Antonio Lamotta e Joshua Marcias, que demonstravam a preocupação dos rumos das eleições, sendo ambos que tinham sido detidos no local sob suspeita de carregar armas sem permissão. Ainda não há muitos detalhes divulgados pela polícia sobre a questão das cédulas falsas, mas foram encontradas armas no veículo da dupla que tinha sido anonimamente denunciada pelo porte das armas.

Tanto Lamotta como Marcias são adeptos de uma teoria da conspiração que veio ganhando cada vez mais espaço, conhecida como QAnon. Dentre as loucuras defendidas pela teoria, destacamos sua relação com Trump, já que a mesma o vê como que alguém que combate o "Deep State", que seria uma elite satanista e pedófila por trás do Estado. Tornou-se um forte ponto de apoio para aqueles que se vinculam mais ideologicamente com Trump, sobretudo aos negacionistas e aos mais reacionários.

Com a prisão da dupla, vemos mais um episódio de ações da extrema direita em meio ao processo eleitoral estadunidense, do qual, apenas hoje vimos o resultado.




Tópicos relacionados

Eleições Estados Unidos 2020   /    Democratas   /    Republicanos   /    Internacional   /    Joe Biden   /    Donald Trump   /    Internacional

Comentários

Comentar