×

ORÇAMENTO SECRETO | Bolsonaro avança em medidas para comprar apoio de parlamentares com gastos bilionários

Medida do governo Bolsonaro permite ao Congresso decidir onde aplicar bilhões de reais de recursos do Orçamento da União de 2021, sem que os parlamentares precisem dizer onde estão aplicando esses recursos. Esse mecanismo é um meio utilizado por Bolsonaro para comprar o apoio de parlamentares. Bolsonaro já destinou mais de R$ 3bi em verbas para emendas parlamentares em orçamento secreto, fazendo uma verdadeira farra com o dinheiro público.

terça-feira 1º de junho | Edição do dia

FOTO: SERGIO LIMA

O governo Bolsonaro avançou em medida que permite que deputados e senadores ampliem o repasse de emendas às suas bases como transferências especiais, isto é, um mecanismo que lhes permite não precisar dizer onde estes recursos estão sendo usados e sem ter nenhuma fiscalização de órgãos federais. Basta o parlamentar falar qual cidade deve receber o dinheiro, e os recursos caem direto na conta da prefeitura, que não precisa prestar nenhum esclarecimento de para onde o dinheiro vai.

Veja também: Farra com dinheiro público: Bolsonaro compra centrão com emendas bilionárias e superfaturadas

Se, até o dia 10 de junho, os parlamentares decidirem que pretendem usar as transferências especiais para repassar a verba que destinam aos estados via emendas de bancada, então estas transferências especiais serão um gasto absurdo de R$ 9,3 bilhões.

Bolsonaro e parlamentares golpistas esbarram na possibilidade do STF (Supremo Tribunal Federal) barrar a medida. O ministro Dias Toffoli irá julgar se a ação é constitucional ou não.

Bolsonaro se apropria do dinheiro público para comprar o Centrão e garantir que os ataques contra a classe trabalhadora, a juventude e o povo pobre sejam aprovados. Realiza gastos obscenos e execráveis para comprar políticos, ao mesmo tempo em que cortava o auxílio emergencial para valores menores do que o necessário a qualquer família se sustentar dignamente e prorrogava a notória MP da Morte. De um lado parlamentares engordando os seus bolsos com bilhões de reais, e de outro lado o aumento da fome, da extrema pobreza, das mais de 460 mil mortes por Covid-19 e do desemprego.

Veja mais: Governador do DF ganha 7 milhões do governo Bolsonaro para investir em suas terras no Piauí




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias