Política

ANDRÉ STURM SERÁ SECRETÁRIO DE BOLSONARO

Sturm, novo secretário do Audiovisual de Bolsonaro, já ameaçou “quebrar a cara” de artista

André Sturm, ex-secretário municipal de cultura de São Paulo na gestão Doria, será novo secretário do audiovisual de Bolsonaro. Seu currículo inclui ameaça de agressão a artistas e acusação de assédio contra funcionária. Veja mais.

quinta-feira 12 de dezembro de 2019| Edição do dia

Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress

André Sturm, que a coluna de Mônica Bergamo afirmou ter sido convidado por Roberto Alvim para chefiar a secretaria de Audiovisual de Bosonaro, não é um nome conhecido nacionalmente, mas já é bem conhecido dos artistas de São Paulo.

Quando foi secretário da cultura de Doria, foi tão hostil aos artistas que motivou uma carta exigindo sua saída do cargo movida pela Frente Única da Cultura de São Paulo.

Seria difícil resumir todos os autoritarismos e absurdos que Sturm praticou na secretaria de Doria, mas alguns merecem ser retomados para que se saiba um pouco da índole do escolhido pelo “tal de Roberto Alvim” (como diria Bolsonaro) para chefiar o setor de audivisual. Sturm, por exemplo, chegou a ameaçar um artista em meio a uma reunião com membros do movimento de cultura da periferia, dizendo que iria “quebrar a cara” dele. Nessa mesma coletiva disse aos presentes “legitimidade e nada é a mesma coisa”. Aqui, sem dúvida, vemos grandes afinidades entre ele e seu padrinho Roberto Alvim, bem como com o presidente Bolsonaro.

Outro episódio digno de menção foi quando Sturm ameaçar demitir uma secretária após insultá-la , dizendo que era “desonesta”, “incompetente” e “mau caráter”. Mas a conversa, gravada pela funcionária, não acaba aí: após ela retrucar dizendo que Sturm a estava retaliando porque ela se recusou a fazer sexo com ele, o secretário respondeu “Se quisesse te comer, teria comido”.

Há ainda o caso em que Sturm foi acusado de ´corrupção pelo Ministério Público, num episódio em que teria favorecido a empresa Dream Factory em licitação para venda de bebidas alcóolicas no carnaval de São Paulo.

Esses são apenas alguns episódios mais “ilustres” da carreira desde homem que irá presidir as ações relacionadas ao audivisual na esfera do governo federal. Mais um homem à altura do governo Bolsonaro.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    cultura   /    Política

Comentários

Comentar