Economia

Principais Bolsas do mundo têm queda devido a segunda onda de Covid-19 na Europa

A segunda onda de Covid-19 na Europa, que possui média diária de 220 mil casos, provocou a queda nas principais bolsas de valores da região, sendo acompanhado do aumento no mundo, inclusive da Ibovespa, que fechou com queda de 4,22%.

quinta-feira 29 de outubro| Edição do dia

A notícia de um novo período de isolamento na Europa, devido a segunda onda de Covid-19, teve como consequência essa queda. A bolsa de Paris caiu 3,3%. Em Frankfurt e Milão, as ações caíram mais de 4% e em Londres houve uma queda de 2,2%.

A queda na bolsa brasileira se deu, principalmente, devido ao setor da aviação, como GOL e Azul, que tiveram queda de quase 10% dos valores das ações. Além disso, o dólar teve alta, batendo o valor e 5,80 reais fazendo com que o Banco Central tivesse que fazer um leilão de dólares para segurar a cotação, entretanto, o dolar ainda fechou em 5,75 reais.

Com segunda onda do coronavírus, Europa avança para um novo período isolamento social

O número de casos de Covid-19 na Europa teve uma ascensão em setembro e vem batendo recordes desde então, chegando a média de 220 mil casos em um dia no continente, o que obrigou as principais autoridades europeias a anunciarem um novo confinamento. O presidente francês, Emmanuel Macron anunciou o início do confinamento a partir de sexta (30), na Alemanha, Angela Merkel, anunciou que vai fechar bares e restaurantes a partir de segunda.




Tópicos relacionados

Crise do Coronavírus   /    COVID-19   /    pandemia   /    Coronavírus   /    Economia

Comentários

Comentar