MARIANA FERRER

Diana Assunção: "Basta de violência contra as mulheres! Caso Mari Ferrer e o ’estupro culposo’ não podem passar!"

Em vídeo, Diana Assunção da Bancada Revolucionária de Trabalhadores expõe seu rechaço à absurda decisão judicial no caso de Mariana Ferrer, que definiu como "estupro culposo", quando não há intenção de estuprar.

terça-feira 3 de novembro| Edição do dia

Em seu twitter, Diana Assunção da Bancada Revolucionária de Trabalhadores, exprime seu completo rechaço ao caso de Mariana Ferrer, que foi finalizado hoje.

No vídeo, Diana expõe o papel do judiciário machista ao criar essa categoria de “estupro culposo”, em que não há intenção de estuprar.

Essa decisão escancara que o poder judiciário está ao lado dos grandes empresários, como é o caso do estuprador André de Camargo Aranha. Com todas as provas de que o empresário drogou Mariana com ajuda de suas amigas para a estuprar, Mariana Ferrer ainda era humilhada no julgamento pelo advogado do estuprador, e chega a implorar ao juiz respeito.

Diana expõe a necessidade de luta contra o patriarcado, mas também contra o capitalismo, que se apoia na opressão e violência contra as mulheres para se manter.




Comentários

Comentar