×

Greve da MRV em Campinas | Comitê de apoio da Unicamp faz ação de solidariedade à greve dos trabalhadores da MRV

O Comitê de apoio à greve dos trabalhadores da MRV em Campinas, que está sendo organizado desde a Unicamp, fez uma ação nesta segunda e chegou ao local de concentração da greve cantando “Trabalhador pode lutar, os estudantes estão aqui pra te apoiar”. Uma ação muito importante que levou solidariedade aos trabalhadores que lutam contra os interesses da intransigente MRV.

segunda-feira 9 de agosto | Edição do dia

O Comitê de apoio à greve dos trabalhadores da MRV em Campinas foi impulsionado a partir do Centro Acadêmico de Ciências Humanas - CACH por iniciativa da juventude faísca e do Esquerda Diário que compõem a gestão da entidade. Entre as ações tiradas em reunião do comitê, uma delas foi a chegada hoje na concentração dos trabalhadores levando solidariedade ativa dos estudantes.

Os estudantes chegaram com uma faixa aberta com os dizeres “Todo apoio à greve dos trabalhadores da MRV - comitê Unicamp” e cantando “trabalhador, pode lutar que os estudantes estão aqui para te apoiar”, o que foi aplaudido pelos trabalhadores presentes na concentração. A ação teve participação dos estudantes que compõe os coletivos, Faísca, Afronte e Vamos à luta que estão presentes na Unicamp.

A greve dos trabalhadores da MRV está completando quase um mês e a MRV segue completamente intransigente em negociar um PLR condizente com as reivindicações. Uma empresa que tem lucros exorbitantes, é a principal da construtora do país e conta com escândalos, como o fato de que mantém trabalhadores em trabalho análogo a escravidão e hoje se nega até mesmo em negociar as reivindicações dos trabalhadores em greve.

Uma luta que é um exemplo aos trabalhadores do país de qual o caminho para se enfrentar com os interesses dos patrões e dos governos, como Bolsonaro e Mourão que só reserva miséria, demissões e ataques aos trabalhadores, como a recente aprovação da privatização dos Correios que passou no Congresso, revelando também que não podemos confiar nessa instituição ou no judiciário, já que todos eles aprovam os ataques e reformas aos trabalhadores.

Para apostar no caminho da mobilização, é fundamental que as centrais sindicais e os sindicatos, como a CUT, que está a frente do sindicato dos trabalhadores da construção civil de Campinas, chamem o conjunto das categorias do país a se solidarizar ativamente a greve da MRV, nenhuma luta pode ser isolada, pelo contrário, é a unidade dos trabalhadores, entre todas as categorias e com a juventude que pode fazer tremer os patrões e os governos e conquistar os direitos exigidos pelos trabalhadores.

Todo apoio à greve dos trabalhadores da MRV! O Esquerda Diário coloca toda sua força para dar voz a essa luta!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias