×
Rede Internacional

MARIELLE FRANCO | Caso Marielle Franco passa para o 4º delegado e segue há mais de 3 anos sem resposta

Quarto delegado assume investigação sobre o assassinato da vereadora do PSOL e seu motorista, enquanto o caso segue sem resposta sobre o mandante da execução.

terça-feira 6 de julho | Edição do dia

Foto: Flickr/Mídia Ninja

Um novo delegado vai assumir a investigação do assassinato da vereadora do PSOL Marielle Franco e seu motorista, Anderson Gomes, em 14 de março de 2018. Henrique Damasceno é o novo responsável por conduzir a investigação, após assumir o comando da Delegacia de Homicídios da Capital do Rio de Janeiro (DHC).

O atual delegado ficou conhecido por ter resolvido o caso do assassinato de Henry Borel, o menino de 4 anos assassinado pelo vereador do Rio de Janeiro Dr. Jairinho.

Já são 3 anos e 4 meses sem respostas sobre quem mandou matar Marielle, e Damasceno será o quarto delegado a assumir a investigação. Até agora, apenas foram revelados os executores dos assassinatos: o sargento reformado Ronnie Lessa e o ex-policial militar Élcio Queiroz, ambos milicianos que possuem ligação com a família Bolsonaro.

O Estado é responsável tanto pelo assassinato da vereadora do PSOL, uma mulher negra, LGBT, militante de esquerda, quanto por esses anos sem respostas nem justiça. O assassinato de Marielle Franco segue sendo uma grane ferida aberta neste regime podre do golpe.

Saiba mais: Investigação do assassinato Marielle completa 1000 dias. Porque ainda sem respostas?




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias