Cultura

Cadu Barcellos, assistente de produção do Greg News e Porta dos Fundos, foi morto no RJ

quarta-feira 11 de novembro| Edição do dia

Foto: Instagram/ Reprodução

O cineasta Cadu Barcellos, de 34 anos, foi morto na madrugada de terça-feira, 10, após sofrer um assalto no centro do Rio. Ele foi morto a facadas por volta de 3h30 da madrugada, pouco depois de deixar a Pedra do Sal, no Santo Cristo. Segundo a Polícia Militar, policiais do 5ºBPM (Praça da Harmonia) foram acionados para verificar uma ocorrência na Avenida Presidente Vargas, próximo à esquina com a Rua Uruguaiana. No local, encontraram Cadu já sem vida. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios.

Diretor do documentário "5 X Favela - Agora por nós mesmos", Cadu Barcellos atuava como assistente de produções do canal Greg News e do Porta dos Fundos. Ele era casado e pai de um filho de 2 anos.

Nas redes sociais, amigos, jornalistas e personalidades políticas lamentaram a morte do cineasta. O movimento Redes da Maré postou uma nota em que diz estar "em luto pelo assassinato brutal do jovem e nosso querido amigo Cadu Barcellos. Nosso amor à família, que faz parte da nossa história, aos amigos e parceiros desse jovem que tanto produziu pelo nosso território".

Gregório Duvivier, apresentador do Greg News, disse que Barcellos era uma das melhores pessoas que já conheceu. "Um ser humano bom. Brilhante. Família. A morte do Cadu Barcellos deixa um buraco do tamanho do mundo."

"O que você nos ensinou durante sua passagem na terra, com certeza ficará de lição pra muitos favelados e faveladas dessa cidade", disse René Silva, criador do jornal Voz das Comunidades, que compartilhou uma foto com Cadu Barcellos nas redes sociais. O ator Renato Góes também homenageou Barcellos em uma publicação no Instagram: "Pai. Guerreiro. Talentoso. Amado", escreveu.

Conteúdo Agência Estadão.




Tópicos relacionados

Cultura

Comentários

Comentar