FUTEBOL

Machismo no futebol: ex-conselheiro do Santos diz que futebol feminino é um lixo

Sergio Ramos, ex-conselheiro e associado do Santos faz declaração reacionária e misógina em relação aos times de futebol feminino e é apoiado por demais associados ao time.

quarta-feira 3 de fevereiro| Edição do dia

Foto: Reprodução

No último sábado (30), em live transmitida pelo blog Soul Santista, o ex-conselheiro e também sócio do time de futebol Santos, Sergio Ramos fez um pronunciamento extremamente machista e misógino em relação ao futebol feminino. Cercado de outros colegas homens, que se divertiram, demonstrando acordo, disse que “Campo de futebol não é lugar de mocinha. Mocinha, no campo de futebol, são aquelas que a gente enche de porrada e tira fora de lá. Porque não é lugar para estar lá. Futebol feminino é um lixo. Eu não assisto uma porcaria dessas de jeito nenhum”.

Mesmo com algumas manifestações dos outros presentes de que aquela fala iria dar problema por ser politicamente incorreta, ele seguiu: “Eu sou incorreto. Eu teria um futebol feminino no Santos, porque é obrigado. É obrigado, então eu teria. Eu iria no Bahamas, pegaria um time no Bahamas, colocaria um uniforme bem coladinho. Eu diria para elas o seguinte: não precisa encostar na bola. Vocês podem apanhar de 50 a 0 todo jogo, e eu garanto que os torcedores de todos os clubes iam torcer para o meu time do Bahamas. Porque futebol feminino é um lixo. Os goleiros não sabem defender, os atacantes não sabem chutar”.

Bahamas, a qual Ramos se refere, é uma polêmica casa de prostituição de luxo na cidade de São Paulo, que pertence ao reacionário empresário Oscar Maroni envolvido em diversos escândalos misóginos.

A declaração do ex-conselheiro demonstra que para ele, o futebol feminino não passa de entretenimento para aqueles homens que veem o corpo das mulheres como um mero pedaço de carne, que deve servir ao seu consumo. Esta visão reacionária e retrograda em relação à, cada vez maior, presença das mulheres no esporte é completamente atrasada e vai na contramão do que se apresenta mundialmente. As mulheres vêm angariado espaço nos mais diversos esportes e demonstrado ser tão capazes quanto os homens. O que falta avançar é a mentalidade de pessoas como Sergio Ramos, que colocam as mulheres em lugar de submissão e desvalorização.

Santistas que estavam acompanhando a live, revoltadas com o ocorrido, se mobilizaram para cobrar que o time tome as devidas providências. O Santos emitiu uma carta se posicionando em relação ao caso:

“Sobre o depoimento do ex-conselheiro Sérgio Ramos em uma entrevista ao Blog Soul Santista, no dia 30 de janeiro, o Santos Futebol Clube informa que o caso já está sendo apurado pelo Departamento Jurídico e o Comitê de Gestão julgará o processo assim que receber o material.
O Santos FC tem como princípio básico o respeito a todas as pessoas e repudia qualquer tipo de preconceito. Ressalta que apoia o futebol feminino, dentro e fora das quatro linhas, e trabalha para que pensamentos misóginos se tornem cada vez mais raros em nossa coletividade”.




Tópicos relacionados

Machismo no Esporte   /    Esporte   /    Machismo   /    Futebol

Comentários

Comentar