Internacional

COVID 19

Cuba se prepara para produzir 100 milhões de doses de sua vacina em 2021

O anúncio foi feito pelo diretor do Instituto Finlay de vacinas. Este é o projeto da vacina Soberana 02, que iniciou recentemente a fase 2b e já possui acordos para realizar parte da fase 3 fora de seu país. Esperam atender às necessidades de sua população e também de outros países.

segunda-feira 25 de janeiro| Edição do dia

Cuba está desenvolvendo 4 vacinas. A soberana 01 e 02, a cargo do Instituto Finlay de vacinas (IFV). Também estão sendo desenvolvidas Abdala e Mambisa, pelo Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia (CIGB). Esta última será administrado por via nasal.

A Soberana 02 é a que se encontra em estágio mais avançado, embora todos já estejam em ensaios clínicos (ou seja, em testes com pessoas) e a fase 2b tenha começado esta semana, uma fase intermediária entre a fase II e a fase III. Trabalha com tecnologia semelhante à contra meningite, outra vacina também desenvolvida pelo mesmo instituto, que é uma tecnologia comprovada e segura com mais de 30 anos de uso.

Cuba é um dos países da região menos atingidos pela pandemia, com um total de 20.000 casos e não mais de 600 casos diários. Portanto, já assinou um acordo com o Instituto Pasteur do Irã para poder desenvolver parte da fase III no território iraniano que apresenta maior prevalência de Covid-19. Países como Vietnã, Irã, Venezuela, Paquistão e Índia já demonstraram interesse em adquiri-la.

O diretor do IFV, Vicente Verez Bencomo, anunciou recentemente em conferência de imprensa que têm capacidade para produzir 100 milhões de doses. Já em dezembro havia ratificado que eles têm capacidade para vacinar toda a população cubana durante o primeiro semestre de 2021.

José Moya, representante da OMS na ilha, confia nesses avanços, pois "Cuba tem mais de 30 anos produzindo suas próprias vacinas. Quase 80 por cento das vacinas do programa nacional de imunização de Cuba são produzidas no país".




Tópicos relacionados

COVID-19   /    Pandemia   /    Ciência e Tecnologia   /    Internacional

Comentários

Comentar