×

Absurdo | Bolsonarista Alessandra Silva diz que Marcelo Arruda provocou seu próprio assassinato

A deputada reacionária fez coro a Bolsonaro, que tentou minimizar o atentado em conversa com apoiadores da extrema direita.

quarta-feira 13 de julho | Edição do dia
Foto: Jornal Metrópoles

No plenário da Câmara dos Deputados nesta terça-feira (12), a reacionária deputada federal Alessandra Silva (Republicanos-MG) responsabilizou o guarda Marcelo Arruda pelo próprio assassinato. Na noite do último sábado, em Foz do Iguaçu, o militante do PT foi assassinado em sua festa de aniversário por Jorge José da Rocha Guaranho, um policial bolsonarista.

Fazendo coro ao discurso de Bolsonaro, ela disse que Guaranho foi provocado por Arruda quando, na verdade, ele invadiu a festa de aniversário do petista com gritos em favor de Bolsonaro e o matou.

Essa extrema direita nojenta, que constantemente ataca opositores e incentiva esse tipo de violência, e que já em 2018 foi responsável pela morte de Mestre Moa em Salvador, agora com todo o cinismo do mundo, quer minimizar sua culpa nessas tragédias.

Para enfrentar Bolsonaro e o bolsonarismo, é necessário que os trabalhadores se organizem a partir dos métodos da luta de classes em conjunto com os setores oprimidos, e assim arrancar justiça por cada caso de violência!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias