CONTRA A REPRESSÃO

Abaixo a repressão! Liberdade imediata aos presos no ato em SP contra a chacina no Jacarezinho

Neste sábado (08) ocorreu uma manifestação em repúdio à chacina no Jacarezinho e em solidariedade às vítimas. Dois Manifestantes foram detidos como parte da repressão. Exigimos sua libertação imediata.

domingo 9 de maio| Edição do dia

Ao final da forte manifestação em repúdio à violência policial na chacina do Jacarezinho, a polícia militar prendeu dois manifestantes. Segundo os organizadores do ato, os presos estão na 78º Delegacia de Polícia.

Essa chacina escandalosa ocorreu no Rio de Janeiro, em meio a um dos piores momentos da pandemia, quando boa parte da classe trabalhadora amarga também o desemprego e sente na pele os ataques de Bolsonaro, dos golpistas e dos patrões. Quem mais sofre com tudo isso é também a população negra, vítima do racismo e da violência policial.

Assim como a manifestação de ontem no Rio de Janeiro, a de hoje em São Paulo expressou a possibilidade de transformar em luta toda a dor e a revolta causada por essa chacina, que é a mais letal da história do Rio de Janeiro.

Repudiamos a ação da Polícia que reprimiu a manifestação em São Paulo prendendo dois manifestantes com uma brutalidade inaceitável, o que só reafirma como estão à serviço dos interesses do Estado burguês racista que tem as mãos sujas de sangue das 29 vítimas de Jacarézinho.

Nós do MRT e do Quilombo Vermelho que estivemos no ato, também não concordamos com a postura adotada pela direção do ato, a Coalizão Negra por Direitos, no momento em que se iniciou a violência policial e as detenções dos manifestantes, tendo se recusado a voltar para evitar as prisões, um verdadeiro absurdo, ainda mais diante do motivo que nos levou às ruas. Poderiam ter conduzido todo o ato para retornar e evitar qualquer prisão, fazendo se impor a força de nossa luta e ódio contra o racismo e a mesma truculência do estado, através de seu braço armado, que motivou a chacina de RJ.

Exigimos a libertação imediata dos detidos!




Tópicos relacionados

São Paulo   /    antirracismo   /    Repressão policial   /    Racismo Estrutural   /    Coronavírus e racismo   /    Racismo   /    Racismo   /    Violência policial   /    São Paulo (capital)   /    [email protected]

Comentários

Comentar