Sociedade

PREFEITURA DUQUE DE CAXIAS RJ

"Eles mereciam ter sido recebidos à bala", diz prefeito de Caxias sobre manifestação

quinta-feira 26 de outubro| Edição do dia

O prefeito de Duque de Caxias na baixada fluminense, Washington Reis (PMDB), declarou em entrevista ao RJTV que os manifestantes que foram à prefeitura na tarde de hoje (26) cobrar do prefeito compromisso para garantia de empregos na cidade "deveriam ter sido recebidos à bala".

De acordo com informações dá mídia e de páginas que reivindicam a organização da manifestação, ex-trabalhadores terceirizados da Refinaria de Duque de Caxias (Reduc), desempregados pela paralisação das obras da Petrobras na cidade, começaram a manifestação na refinaria e marcharam até a prefeitura para exigir do prefeito que apoiasse o retorno das obras e a garantia de uma porcentagem mínima de vagas de emprego para moradores da cidade.

Ao chegarem na prefeitura os seguranças do local trancaram os portões e a manifestação ocupou o prédio:

Esta não é a primeira vez na semana que o peemedebista prefeito de Caxias faz declarações ultra autoritárias contra os trabalhadores da cidade. Ontem (25) circulou na internet um vídeo em que o prefeito discute exaltado com uma trabalhadora da educação e ao ser questionado sobre como vão trabalhar com salários atrasados e sem vale transporte ele respondeu que "Quem não está podendo tem que pegar e largar o emprego. Dá para outro. [...] Bota outro que tenha dinheiro para a passagem.” e ainda finalizou dizendo que quem não está indo trabalhar vai ter o ponto cortado e ser demitido.

Washington Reis (PMDB) é empresário do ramo de futebol e cumpre seu segundo mandato como prefeito de Caxias, começou sua carreira política no PSC de Marcos Feliciano, indo depois para o PMDB, foi deputado estadual e federal, subsecretário estadual de Obras Metropolitanas do Rio de Janeiro no governo de Sérgio Cabral e fiel aliado de Eduardo Cunha em toda sua trajetória, votando contra a abertura do processo e depois contra a cassação do então presidente da Câmara dos deputados.

Em dezembro de 2016 foi condenado unanimemente pelo Supremo Tribunal Federal a sete anos e dois meses em regime semi-aberto por crime ambiental, além de multa no valor de 67 salários mínimos. Ignorou os autos e embargos e terminou as obras que feriam as leis ambientais.

Washington Reis trata com desprezo e truculência qualquer manifestação dos trabalhadores, mas está longe de cumprir a lei enquanto recebe seu gordo salário com a regularidade de sempre. Para enfrentar a crise do Rio de Janeiro e de todo o país precisamos nos apoiar no legítimo ódio aos políticos corruptos como Washington Reis, lutando para acabar com os privilégios parlamentares que garantem que eles defendam os interesses dos grandes empresários enquanto a população amarga em desemprego e não pagamento de salários.

Essa crise não é nossa! Que sejam os capitalistas e corruptos que paguem por ela!




Tópicos relacionados

Crise no Rio de Janeiro   /    Sociedade   /    Corrupção   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar