Sociedade

SANTO ANDRÉ

Após ação truculenta da PM, professores detidos denunciam direto do DP

quarta-feira 20 de setembro| Edição do dia

Um grupo de professores e membros de movimentos sociais panfletavam na estação Santo André contra o reacionário projeto Escola Sem Partido quando foram abordados pela PM. Depois de questionar que horas terminaria "o ato" algumas vezes, a polícia aproveitou a dispersão do grupo para enquadrar os professores.

Na abordagem truculenta, além de pedir documentação, a polícia alegou que o fato de um professor filmar a ação seria desacato, e simplesmente prendeu o educador! A professora e assistente social Sol Massari e o professor Rafael Buenno foram detidos. Como se não bastasse, a professora Maira Machado, que telefonava para um advogado, teve seu celular apreendido pela polícia.

Veja a denúncia da professora Maíra Machado sobre o ocorrido:

Alguns professores e assistentes sociais, já liberados da delegacia, falaram ao Esquerda Diário sobre esta inadmissível truculência da PM paulista (sob comando de Geraldo Alckmin do PSDB) com a conivência do prefeito tucano Paulo Serra:

Repudiamos a repressão policial e do prefeito Paulo Serra! Abaixo a lei mordaça do Escola Sem Partido!




Tópicos relacionados

PM São Paulo   /    Sociedade   /    ABC paulista

Comentários

Comentar