×

Eleições para o Conselho Universitário da USP | Vitória dos candidatos do Sintusp

No dia 9 de junho ocorreu as eleições para os representantes dos funcionários no Conselho Universitário da USP (CO). Os eleitos para ocupar as três vagas no CO foram: Barbara Della Torre (Babi) do HU, Samuel Filipini da FM-RP e Reinaldo Souza da FEUSP.

segunda-feira 13 de junho | 20:10

O Conselho Universitário da USP (CO) é o órgão máximo de deliberação da universidade. Por ele passam decisões importantes como a votação do orçamento, as políticas salariais e, principalmente, os rumos da universidade. Apesar da importância, o CO é um organismo totalmente antidemocrático. São cerca de 120 vagas ocupadas majoritariamente por professores, em sua quase totalidade titulares e diretores de unidades. Os estudantes têm direito a 15 cadeiras e os funcionários à apenas 03. Ou seja, a maioria daqueles que compõe a universidade, tem pouca ou nenhuma voz no CO, como é o caso dos trabalhadores terceirizados.

Leia mais: Vote nos 3 candidatos escolhidos pela assembleia do Sintusp

Porém, é importante que os trabalhadores ocupem esse espaço, ainda que mínimo, de representação dos mais de 14 mil trabalhadores da USP, considerando efetivos e terceirizados, para denunciar as ofensivas privatistas da burocracia acadêmica e levar as reivindicações e a luta da nossa categoria, além da defesa das demandas dos estudantes e professores. Os candidatos propostos pela Assembleia de Trabalhadores da USP assumem um compromisso com a categoria de colocarem seus mandatos o a serviço de fortalecer a luta e organização dos trabalhadores fora do próprio CO.

Com um quórum de mais de quatro mil votantes e com nove candidatos na disputa, venceram com larguíssima diferença os candidatos escolhidos pela assembleia do sindicato:

  • Barbara Della Torre (Babi), com 2.689 votos;
  • Samuel Filipini com 2.272 votos e
  • Reinaldo Souza com 2015 votos.

O quarto colocado não teve sequer um terço dos votos da primeira colocada, Babi, a única mulher na disputa.

Saiba mais: "É preciso fortalecer a unidade do sindicato e dos trabalhadores" diz Babi, única mulher trabalhadora candidata ao CO da USP

A vitória dos três demonstra a força que a unidade entre os lutadores. O Sintusp e seus fóruns de exercício de democracia operária saem fortalecidos para lutar nacionalmente contra os ataques de Bolsonaro junto aos militares e a direita contra a classe trabalhadora, e igualmente na USP fortalecem o conjunto de nossas reivindicações como a defesa do Hospital Universitário e a imediata contratação de profissionais efetivos para todas as áreas, a revogação da resolução do CO que desvincula o HRAC de Bauru, a revogação dos Parâmetros de Sustentabilidade, contratações para Escola de Aplicação, creches, bandejões, prefeitura e todos os setores, a recuperação de nossas perdas salariais, a defesa dos trabalhadores terceirizados garantindo para eles iguais direitos e salários, a defesa de todos os direitos das mulheres, a defesa das cotas étnico-raciais rumo ao fim do vestibular.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias