Gênero e sexualidade

TRANSFOBIA

Travesti é brutalmente assassinada na Zona Norte de Natal-RN

Bruna, 23, travesti, foi assassinada a tiros na noite de sábado, 25, no Centro Clínico do Conjunto Santa Catarina, Zona Norte de Natal - RN.

segunda-feira 27 de janeiro| Edição do dia

Segundo informações do G1, por volta das 19h30 do último sábado, o vigia teria ouvido vozes alteradas seguidas de pelo menos 3 tiros.

Bruna, também identificada como Pepê, foi brutalmente assassinada atrás de um caminhão, que se encontrava estacionado no Centro Clínico, e faleceu no local. O caminhão tinha câmeras de segurança, que não estavam gravando, e que ainda foram danificadas pelos possíveis assassinos de Bruna antes da fuga.

Nós do Esquerda Diário nos solidarizamos com amigos e família de Bruna, exigimos justiça por sua morte e punição aos responsáveis. Esse é o país de Bolsonaro e a corja de ministros e secretários, que fazem referência ao nazismo e pregam ideais reacionários.

Neste 8 de março, dia de luta internacional das mulheres, as ruas de Natal devem ser tomadas contra Bolsonaro, Damares e todo esse governo que tem as mãos sujas de sangue trans e por investigação independente para vingar Bruna e todas as nossas que tombam vítimas da violência machista e transfóbica.




Tópicos relacionados

Damares Alves   /    Governo Bolsonaro   /    Natal   /    Homofobia e Transfobia   /    LGBT   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar