Política

GOVERNO TEMER

Temer impediu público no 7 de setembro para não ser vaiado

sexta-feira 8 de setembro| Edição do dia

Foto: Sérgio Lima/Poder360

Além de proibir faixas de protestos e bandeiras de grandes mastros, os organizadores impediram vaias diretas ou possíveis registros de cartazes de manifestantes com a imagem de Temer distanciando a tribuna de honra das arquibancadas populares. Até mesmo em um evento de notório público "coxinha" Temer quis distância, única maneira de não ouvir "Fora Temer".

Em frente ao palanque, onde o presidente assistiu à cerimônia foi montado um tablado só para seguranças e agentes das Forças Armadas. As arquibancadas à esquerda e à direita da tribuna foram ocupadas por pessoas selecionadas pelo Planalto, devidamente credenciadas

Pelos cálculos da Polícia Militar, 20 mil pessoas assistiram ao desfile. O Ministério da Defesa esperava um público de 40 mil. No ano passado, 25 mil estiveram na Esplanada.

Para garantir que os deputados votem sua impunidade Temer os compra, para impedir que a população o vaie proíbe sua proximidade.




Tópicos relacionados

Governo Temer   /    Política

Comentários

Comentar