Sociedade

SÃO PAULO

Polícia reprime brutalmente na cracolândia

Diana Assunção

São Paulo | @dianaassuncaoED

sexta-feira 5 de agosto| Edição do dia

Cerca de 500 policiais militares e civis chegaram nessa manhã na Cracolândia com uma escandalosa repressão contra todos que estivessem em seu caminho. Jatos d’água, bombas de gás, balas de borracha eram disparadas indiscriminadamente contra qualquer um que estivesse na rua.

32 pessoas foram presas, e muitos feridos. Até mesmo a equipe da Rádio CBN foi presa pela polícia. Invadiram prédios com grande brutalidade, e seu principal alvo foi o Cine Marrocos, uma ocupação realizada pelo MSTS (Movimento dos Sem-Teto de São Paulo).

É assim que a polícia e os governos atuam com quem não tem moradia, ou com os usuários de droga que são relegados à marginalidade e à sua própria sorte. Nenhuma atenção psicossocial, nenhum acolhimento, nenhuma moradia, nenhuma perspectiva é oferecida pelo Estado. Em seu lugar, prisões, balas de borracha, violência e criminalização.

Precisamos dar um basta no capitalismo que joga as pessoas na marginalidade, assassina elas com o crack e as reprime e prende com a polícia, criminalizando essas pessoas mas mantendo intactos os burgueses e os próprios policiais que lucram com o tráfico.




Tópicos relacionados

Sociedade   /    Violência Policial

Comentários

Comentar