Política

MARIELLE FRANCO

Moro não queria justiça por Marielle e sempre ajudou amigos milicianos de Bolsonaro

Respondendo a renúncia se Sérgio Moro ao cargo de ministro da justiça, o presidente Jair Bolsonaro fez hoje (24) mais um pronunciamento polêmico, cheio de demagogias e absurdos, onde comparou o se comparou a Marielle ao dizer que Moro se empenhava mais nas investigações de assassinato dela em relação a facada que Bolsonaro recebeu. Mas a verdade é que Moro nunca quis justiça por Marielle.

sábado 25 de abril| Edição do dia

Respondendo a renúncia se Sérgio Moro ao cargo de ministro da justiça, o presidente Jair Bolsonaro fez hoje (24) mais um pronunciamento polêmico, cheio de demagogias e absurdos. Um deles foi se comparar a Marielle Franco, vereadora do Rio brutalmente executada em março de 2018. Bolsonaro colocou que “A PF de Sérgio Moro se preocupou mais com quem matou Marielle do que com quem tentou matar seu chefe supremo”, referindo-se ao ocorrido com o mesmo durante o período das eleições, e levantou uma grande indignação, inclusive da irmã de Marielle, que se pronunciou nas redes.

Já se passaram mais de dois anos da morte de Marielle e ainda não se sabe quem mandou matá-la e os reais responsáveis pelo seu assassinato, mas se sabe que partiu de algum lugar das milícias cariocas, com quem a família Bolsonaro é envolvida, tendo existido investigações até sobre o envolvimento direto de Bolsonaro. E o absurdo da menção do presidente não para na tentativa de desviar os olhares da sua crise e possível envolvimento no caso comparando-se a própria Marielle, mas também na tentativa de pintar Moro como e sua operação como preocupados com o caso Marielle. A verdade é que Moro sempre deu todo suporte para tentar blindar todo o clã Bolsonaro dos inúmeros indícios do seu envolvimento com a morte da vereadora.

Leia mais: Moro e o caso Marielle: uma polícia aos moldes da Lava Jato?

Tanto pelas investigações desde o Rio de Janeiro como pelo Governo Federal, com o MPF e PF de Moro, as movimentações do caso Marielle são os mais divagares possíveis, com toda cautela para não dar um passo em falso e a investigação cair próxima demais de Bolsonaro, sua família e aliados, mesmo que todos os caminhos sigam levando a isso. Moro renunciou ao cargo com acusações e argumentações pelo seu compromisso com o “Estado Democrático de Direito”, porém não engana quem já assiste há anos seu descaso com Marielle, seu autoritarismo com a Lava Jato e agora que fortalecer as figuras do Bonapartismo institucional (STF, Maia, Globo etc).

Nenhumas dessas figuras da direita, amiga das milícias, quer saber o que aconteceu, pois sabem que se tratou de um brutal crime político a uma vereadora de esquerda e que qualquer investigação séria poderia acabar batendo nas portas de suas mansões. Exigimos justiça por Marielle! Por uma investigação independente já!




Tópicos relacionados

#JustiçaParaMarielle   /    Governo Bolsonaro   /    Marielle Franco   /    Sérgio Moro   /    Política

Comentários

Comentar