LEGISLATIVO

Major do PSL será líder do governo na Câmara e anuncia como principal objetivo a reforma da Previdência

Mesmo no Legislativo, Bolsonaro consegue acenar para sua base de apoio militar. Para a posição de líder do governo na Câmara ele indicou o deputado Major Vitor Hugo, que já declarou ser seu principal objetivo a reforma da Previdência.

terça-feira 15 de janeiro| Edição do dia

Eleito pela primeira vez para exercer o mandato de deputado federal, o Major Vitor Hugo (PSL-GO), de 41 anos, será o líder do governo na Câmara dos Deputados a partir de fevereiro.

O anúncio foi feito nesta segunda-feira, 14, pelo presidente Jair Bolsonaro em sua conta no Twitter. "Comunico que a Liderança do Governo na Câmara será exercida pelo Deputado Federal Major Vitor Hugo (PSL/GO), advogado e consultor legislativo concursado desde 2015", escreveu Bolsonaro em sua rede social.

A indicação é mais um aceno do presidente a ala militar de sua base de apoio. Mestre em Operações Militares pela Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais do Exército e bacharel em Ciências Militares pela Academia Militar das Agulhas Negras, Vitor Hugo estava lotado na Consultoria Legislativa da Câmara, na área de segurança pública e defesa nacional. Ele foi aluno dos generais - e atuais ministros - Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Carlos Alberto Santos Cruz (Governo), na escola de cadetes.

Para a jornalista Andréia Sadi, o Major Vitor Hugo já declarou que seu principal objetivo é "ampliar a conscientização" da reforma da Previdência entre os parlamentares, e que para isso pretende negociar com todos, "Não vamos abandonar os partidos. Vai ser uma articulação por meio de partido, bancadas temáticas e bancadas regionais", acrescentou.

As declarações do novo líder do governo no Parlamento marcam a mudança de posição do PSL, que em nome de assegurar o maior de todos os ataques contra a classe trabalhadora agora sentam para negociar com vários nomes da velha política, e inclusive fecharam o apoio para a Presidência da Câmara a Rodrigo Maia e no Senado discutem apoio com Renan Calheiros.

Com informações do jornal O Estado de S. Paulo.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    PSL   /    Jair Bolsonaro   /    Reforma da Previdência

Comentários

Comentar