Política

ELEIÇÕES 2018

Leite e Sartori votam no defensor da tortura e da ditadura, Bolsonaro, no RS

domingo 28 de outubro| Edição do dia

Os dois candidatos ao governo do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB) e José Ivo Sartori (MDB) declaram seus votos ao defensor da tortura e da ditadura, Jair Bolsonaro, nesse segundo turno.

Durante esse segundo turno no estado gaúcho, ambos os candidatos disputaram para ver quem conseguiria o maior número de votos para Bolsonaro. Sartori chegou a utilizar a alcunha “Sartonaro”, seguindo o exemplo do tucano paulista João Dória que se autodeclarou "Bolsodória". Eduardo Leite disse ter diferenças com Bolsonaro, mas em video não poupou seu antipetismo ao declarar voto no defensor da ditadura e da tortura, Jair Bolsonaro. O simples gesto de declarar voto no ultra reacionário candidato do PSL já demonstra de que lado estarão Leite ou Sartori num eventual governo gaúcho.

Ambos também defendem a continuidade do ajuste contra os trabalhadores e a população gaúcha, com o plano de recuperação fiscal que prevê privatizações e entrega do patrimônio público gaúcho para grandes empresários. As últimas pesquisas apontavam para uma vitória do candidato tucano que estava com 60% contra 40% de Sartori. Se confirmarem as pesquisas, mais uma vez a população gaúcha vai escolher pela mudança no governo.

Nós do Esquerda Diário declaramos voto nulo nessas eleições para governo do estado, como se pode ver neste link. Ambos os candidatos defendem uma política de ataques aos trabalhadores e de reformas contra a maioria da população. Com a declaração de voto em Bolsonaro essa configuração se mostra ainda mais clara.


Sartori votando neste domingo (28) em Caxias do Sul




Tópicos relacionados

Eleições 2018   /    Bolsonaro   /    Porto Alegre   /    Caxias do Sul   /    Política

Comentários

Comentar