Mundo Operário

LUTA METALÚRGICOS

Juventude Faísca divulga greve da Mecano Fabril em outras autopeças da região

Essa segunda, 29, a Juventude Faísca panfletou a dura luta dos operários da Mecano Fabril - que fazem a quinta greve do ano pelo pagamento dos salários e benefícios atrasados desde o fim de 2015 - na autopeças Méritor e também para trabalhadores de outras fábricas localizadas no antigo complexo da Cobrasma.

Juca Lima

São Paulo

segunda-feira 29 de agosto| Edição do dia

Nós da Faísca, do Movimento Nossa Classe e do Esquerda Diário defendemos que é preciso unificar e radicalizar as lutas dos operários de Osasco para barrar os ataques dos patrões. Essa panfletagem veio justamente no sentido de fazer aquilo que achamos que deveria ser o papel do sindicato: divulgar e chamar os trabalhadores das demais fábricas a unidade e solidariedade aos operários da Mecano que acumulam uma somatória de três meses de salários atrasados, isso sem falar de FGTS e outros benefícios.

A Mecano está sobre risco de fechamento. O sindicato deveria organizar desde já as demais fábricas a se mobilizarem e se solidarizarem com os companheiros nesse momento, pois o mesmo pode acontecer e já acontece em certa medida em outras indústrias da região, assim como a divulgação para a população buscando seu apoio. Nesse caminho é que é possível preparar o espírito de luta para uma futura ocupação caso o patrão resolva fechar sem pagar o que deve deixando famílias sem sustento.

Nenhuma confiança na justiça dos patrões

Acompanhamos nessa manhã mais uma assembleia da Mecano levando nosso apoio aos trabalhadores que lutam por seus direitos. Foi discutido e organizada a ida a audiência de conciliação que ocorrerá amanhã na justiça.

Achamos que os trabalhadores devem aproveitar todos os campos possíveis de luta contra os patrões para garantir seus direitos, sendo a justiça um desses. Porém não se pode esperar que esta justiça vá estar efetivamente ao lado dos trabalhadores, pois ela não é neutra nem cega e serve aos interesses dos patrões. Mesmo qualquer vitória na justiça será lenta, levará anos e será fruto de luta. Por isso para arrancar suas conquistas os trabalhadores devem confiar em suas próprias forças e em sua unidade e mobilização e não depositar sua confiança na justiça dos ricos.

É legítimo que os operários da Mecano busquem seus direitos pelas "vias legais"; mesmo na justiça dos ricos atrasar salário é crime e ninguém trabalha de graça, mas esperar apenas dos juízes e promotores não é uma saída. A vitória, mesmo nesse campo, dependerá de os operários estarem fortemente mobilizados para pressionar estas instâncias.




Tópicos relacionados

Greve na Mecano Fabril   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar