Política

ELEIÇÕES SÃO PAULO

Joice Hasselman quer ser prefeita de SP para acabar com o transporte público

Pré-candidata de extrema-direita deixa claro seu projeto de destruição dos serviços públicos e dos direitos da população.

quinta-feira 3 de setembro| Edição do dia

(Foto: Twitter Humberto Costa)

Em entrevista a Rádio Bandnews, a pré-candidata do PSL para a prefeitura de São Paulo disse que pretende extinguir a SPTrans, que hoje é responsável por fiscalizar e supervisionar as empresas de ônibus que operam na cidade de São Paulo, bem como definir as linhas de ônibus, seus trajetos e a frota. Segundo ela, a empresa seria um “cabidão de empregos”, dando a entender que pretende promover demissões onde for possível.

Sem dar maiores explicações de como ficaria a fiscalização e prometendo alterar a licitação dos transportes, Hasselman deixa claro seu projeto para os transportes: dar completa liberdade para as empresas privadas atuarem como quiserem para maximizar seu lucro, sem o incômodo da fiscalização da SPTrans, que hoje já é completamente insuficiente para promover um transporte barato e de qualidade para a população.

Em sua corrida para conseguir subir nas pesquisas e possivelmente até ganhar o apoio de Bolsonaro, os candidatos da extrema-direita vem aumentando o tom em suas promessas de ataques e suas declarações absurdas, como Arthur Mamãe Falei que disse que dar cobertores para moradores de rua “animaliza” o Centro da cidade.

Para enfrentar essa extrema-direita que quer destruir ainda mais o transporte público, não devemos apenas defender todos os empregos daqueles que trabalham a SPTrans, mas sim defender que todo o sistema de ônibus, de responsabilidade da prefeitura, seja estatizado sem indenização aos empresários parasitas que lucram bilhões todos os anos com a máfia dos transportes. Este sistema seria controlado pelos trabalhadores rodoviários e pelos usuários, e poderíamos ter tarifa zero para todos, para que pudessem usufruir da cidade e se movimentar livremente.




Tópicos relacionados

Eleições 2020   /    Joice Hasselmann   /    Extrema-direita   /    São Paulo (capital)   /    Política

Comentários

Comentar