Mundo Operário

Garis da Comlurb farão passeata para exigir seus direitos

A manifestação, marcada para amanhã (15), é para cobrar da COMLURB e de Crivella a regularização dos pagamentos das metas de 2016 e o dissídio coletivo.

quarta-feira 14 de março| Edição do dia

Os Garis da Conlurb realizarão amanhã, dia 15, uma passeata às 15h com concentração marcada na praça em frente a estação Central do Brasil.

A intenção da mobilização é cobrar d Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) os direitos atrasados referente ao pagamento irregular das metas de 2016, já que as duas parcelas depositadas não correspondem ao percentual correto das metas, e exigir as negociações sobre o dissídio coletivo.

No final do ano passado os Garis realizaram diversos protestos contra o corte do adicional de insalubridade e para exigir do Prefeito Crivella melhoria das condições de trabalho e a distribuição de itens básicos de segurança, como uniforme e botas.

Em 2014 , em meio ao carnaval, a categoria protagonizou uma vitoriosa greve que enfrentou não apenas o governo municipal de Eduardo Paes e a gerência da Comlurb, como também passou por cima da burocracia sindical que desde o início fez de tudo para acabar com a mobilização. O Rio de Janeiro foi dominado pelo grito dos garis de “Não tem Arrego”, que ecoou pelo país inteiro como um exemplo de luta.

Como homenagem a luta dos Garis da Comlurb que na luta por seus direitos não se deixam intimidar pelas ameaças e repressão da polícia e da prefeitura, nem pelos burocratas e patrões que controlam o sindicato, será lançado neste sábado (17) o documentário “Não tem Arrego”, de Juan Pablo Diaz, junto ao lançamento da Casa Marx na Lapa, sede do Esquerda Diário no RJ.

Veja o Trailer:

E confirme sua presença no Lançamento aqui!




Tópicos relacionados

Casa Marx   /    Rio de Janeiro   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar