Política

Flavio Dino (PCdoB-MA) assume encontros com Huck e Maia e defende aproximação com a direita

Declarações foram dadas em entrevista ao Globo.

terça-feira 14 de janeiro| Edição do dia

Primeiro governador a aprovar a reforma da previdência no seu estado, Flávio Dino (PCdoB-MA) dá cada vez mais passos à direita.

Em entrevista ao Globo, assumiu seu encontro com Luciano Huck, defensor da agenda de ataques e aliado de figuras como Aécio Neves. "Eu tive uma reunião com o Luciano Huck e gostei muito. Achei positiva a preocupação que ele tem de estudar os problemas do Brasil, refletir." - admitiu.

Ainda por cima, também falou sobre seu encontro com Rodrigo Maia, principal articulador da Reforma da Previdência, dentre outros ataques no congresso.

Mantive essa reunião e vou continuar mantendo, como tenho quase semanalmente com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para troca de ideias.

Para terminar, defendeu "Muita abertura para promover uniões entre o campo da esquerda, o campo progressista, e também alcançando forças políticas que estão externas ao nosso campo, como os setores liberais, chamados de partidos de centro."

Na prática, Dino defende o que tem sido a política de alianças do PCdoB há tempos, de aliança com todo tipo de partido de direita. O próprio governador teve como vice em 2014 Carlos Brandão, na época no PSDB e atualmente no Republicanos, que esteve na chapa de Alckmin. Além disso sua base de apoio conta com partidos como DEM, PP, PR, Solidariedade e PRB.

Soma se o fato que o governador não apenas apoiou, como facilitou os tramites e colocou pressão para que os estados fossem incluídos na reforma da previdência, como denunciamos muitas vezes no Esquerda Diário, além de ordenar despejos.




Tópicos relacionados

PCdoB   /    Política

Comentários

Comentar