Juventude

TRABALHADORES PEPSICO

Filosofia e Letras UBA: nova doação de $10 mil ao fundo de luta da PepsiCo

Trazemos aqui o importante exemplo da aliança entre estudantes e trabalhadores, vindo direto da Universidade de Buenos Aires (UBA). Uma proposta vida do CEFL (Centro de Estudantes de Filosofia e Letras) da UBA, levou alimentos para que a luta da PepsiCo não acabe por causa da fome.

terça-feira 25 de julho| Edição do dia

A proposta da maioria estudantil do Conselho Diretor da universidade, havia aprovado por unanimidade que a universidade realizaria uma doação de $ 10 mil (cerca de R$ 3 mil) em alimentos para a luta dos trabalhadores demitidos da PepsiCo.

Na manhã desta segunda (24), as leoas da PepsiCo, junto das dirigentes do conselho da universidade e a presidente do centro de estudantes, foram comprar os alimentos para dividir entre as famílias que se enfrentaram com a multinacional. Uma luta que serve de exemplo para enfrentar as demissões e a repressão do macrismo.

Um importante exemplo do papel que podem cumprir os estudantes, movendo todas suas forças para somar nos conflitos dos trabalhadores contra a patronal e os governos. Assim como na Argentina, os CA’s, DA’s, DCE e demais entidades estudantis podem no Brasil cumprir um papel estratégico se aliando ao trabalhadores nos principais conflitos do país. Diferente da parilisia da UNE frente aos ataques de Temer que viram a Reforma Trabalhista ser aprovada e não preparam nenhuma resistência.

É necessário efetivar uma grande campanha no Brasil em apoio à luta da Pepsico na Argentina e com o exemplo do CEFL, compreender o papel que as entidades estudantis podem cumprir na luta contra os ataques de Temer aqui no Brasil.

Ainda nesta terça (25) haverá um cine debate às 19hs com o filme "Los Traidores" (Os Traidores), de Raimundo Gleyzer, no acampamento montado na frente da praça do Congresso. Na quarta-feira (26) a Comissão da Mulher e Diversidade Sexual do CEFL participará da atividade convocada pelo coletivo Ni Una Menos, também no acampamento dos trabalhadores.

Como em todas as lutas contra as demissões e os ajustes, En Clave Roja (PTS* + independentes), como parte da continuidade do CEFL, manterão a tradição de travar a luta conjunta entre trabalhadores e estudantes acompanhando a luta da PepsiCo.

Esta doação é um exemplo e chamamos a todas as organizações estudantis de todas as universidade do país a tomarem esse exemplo, para que a luta da PepsiCo triunfe. Para Macri e aos empresários dizemos: famílias na rua nunca mais!

*Partido irmão do MRT na Argentina




Tópicos relacionados

PepsiCo   /    Reforma da Previdência   /    Reforma Trabalhista   /    Luta contra os ajustes   /    Demissões   /    Juventude

Comentários

Comentar