Educação

UFRN

Estudantes da UFRN sofrem com falta de professores

O Esquerda Diário recebeu denúncias de falta de professor em 4 disciplinas na UFRN

sábado 22 de fevereiro| Edição do dia

O Esquerda Diário recebeu denúncias de falta de professor em 4 disciplinas na UFRN, dos quais 3 são do curso de Ciências Sociais e 1 é do curso de Serviço Social.

Isso está contextualizado em um cenário que universidades e institutos federais do país passaram a suspender novas contratações depois de Abraham Weintraub do MEC enviar um ofício no dia 4 de fevereiro que veda o aumento de despesas com pessoal ativo e inativo que não estejam previstos no orçamento de 2020, chamado da Regra de Ouro, que é a obrigatoriedade de não gastar mais que o previsto. Quem não cumprir vai ser enquadrado na Lei de Responsabilidade Fiscal. Haverão cortes de benefícios, como auxílio-natalidade ou retribuição por titulação, e várias reitorias estão avaliando de que forma poderão enfrentar a situação neste ano. A reitoria da UFRN é uma delas, mas 7 instituições de ensino já suspenderam as novas contratações pelo corte nos auxílios. O Instituto Federal do Rio Grande Do Norte (IFRN) é um deles, segundo reportagem do G1.

A Reitoria da UFRN até hoje não se pronunciou contrária ao Future-se e deu demonstrações de sua inclinação ao projeto privatizante da universidade, como o faz com a entrada de empresas privadas e serviços organizados em parcerias na universidade. Não podemos aceitar que sejam estudantes e trabalhadores a pagarem pela crise na educação. Envie para o Esquerda Diário sua denúncia.




Tópicos relacionados

Weintraub   /    Governo Bolsonaro   /    UFRN   /    Natal   /    Educação   /    Juventude

Comentários

Comentar